Guarulhosweb
   

Coluna de Nelsinho Leite destaca o Dia das Crianças

Nelsinho Leite    07/10/2016 13:44

 

Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança Que, com seu olhar imaculado e sua pele mansa, encanta. Meu Deus é a brisa do amor que aquece a noite branda, É a chama de um sorriso, O calor de um feitiço, Uma promessa santa. É uma terra molhada na minha existência Em que no meu peito uma semente se planta, É uma alma dedicada sem o véu da aparência, Uma manhã iluminada pela candura da carência humana. Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança Que me ensina com a coragem de quem nunca se feriu Que resgata em mim a menina com a mesma pureza que um dia me fugiu. Meu Deus acontece no "quando" destes "simples" E permanece... Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança Criança que dança e sorri, tão pequenina lembrança, Que se estampa no límpido olhar entre duas tranças Que recria as linhas desta poesia enquanto lança A sua voz silenciosa e rara qu' ao meu ouvido é música Perfumada como uma rosa clara, E ao meu pensamento cansa, Mas irracionalmente o coração dispara: Minha religião é a poesia, o meu profeta é a criança.

Aline Ahmad***

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário