Guarulhosweb
   

Agora são 13

Ernesto Zanon    08/12/2016 09:28

 

Com os oito anunciados nesta quarta-feira, já são 13 nomes conhecidos da equipe do prefeito eleito Guti (PSB). Ao ser lembrado, durante coletiva de imprensa, sobre a coincidência que remete ao PT, foi rápido: “vou ter que exonerar um aqui, então”, ironizou. Porém, revelou que o primeiro escalão deverá fechar com 20 a 22 pastas entre secretarias e coordenadorias, mais os presidentes do Saae, Proguaru e Ipref, o que pode totalizar 25 (número do DEM de Eli Corrêa Filho, seu adversário no 2º turno).
 
Sai Shell entra Curumu
 
A Secretaria de Comunicação seguirá com um titular mais conhecido pelo apelido do que pelo nome. Hoje o secretário é Eder Marcos Paschoal, que atende por Shell, alcunha que remete a uma marca de combustível. A partir de 1º de janeiro, quem bater na porta da Comunicação e pedir por Rodrigo Buffo poderá ter dificuldade para encontrar seu interlocutor.  Mas se chamar por Curumu, como o futuro secretário é conhecido desde criança, obterá mais sucesso.
 
 
Coerência
 
À medida que Guti anuncia sua equipe, o meio político e a população começam a perceber que a história da “nova política” está indo bem além do discurso de campanha. O prefeito eleito, ao escolher nomes técnicos em detrimento de indicações partidárias, dá o tom do que pretende realizar nos próximos quatro anos. Apesar de muita gente torcer o nariz e garantir que a tática não dará certo, ele segue à risca tudo que prometeu até aqui.
 
 
Conciliando interesses
 
Há entre os secretários nomes do PSB, do PPS e do PSC, coligados desde o 1º turno, além do PSDB, com o vereador reeleito Gilvan Passos para a Segurança Pública. Mas, conforme enaltece Guti, todos com perfil técnico. A Rede, do vice Alexandre Zeitune, deverá ficar com uma pasta forte, com ele próprio à frente. Cotado para assumir a Educação, poderá ficar com a SDE, que passará a se chamar SDCETI (Secretaria de Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação), com novo perfil e objetivo.
 
 
Ex-futuros vices
 
Telma Cardia e Eduardo Kamei, escolhidos para a Secretaria do Trabalho e presidência do Ipref, respectivamente, são dois nomes que caminham com Guti desde o início da campanha. Os dois, em 2012, disputaram as eleições na condição de candidatos a vice-prefeito. Telma – então do PDT – dobrou com Carlos Roberto (PSDB), enquanto Kamei, no PTB, estava com Alan Neto (DEM).
 
Celestino fica
 
Com Gilvan Passos no cargo de secretário, Geraldo Celestino, primeiro suplente do PSDB, garante a vaga na Câmara Municipal, indo para seu sétimo mandato consecutivo.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

22/11 07:38
Decisão acertada
14/11 07:28
Na Catalunha
13/11 08:14
Rede de instabilidade