Guarulhosweb
   

2017 - No ano do galo, é hora de arrumar o galinheiro

Julio Ganiko    02/01/2017 14:24

 

De acordo com o horóscopo chinês, desde 8 de fevereiro de 2016 estamos no Ano do Macaco de Fogo, que chegará ao seu término no próximo dia 28 de janeiro, quando será a vez do Galo de Fogo. Só para lembrar, o horóscopo chinês tem 12 animais e cada ano assume as características deste animal.
 
Desta forma, em pleno carnaval do ano passado, vivenciamos as características do Macaco de Fogo. Assim, antes de abordar o que podemos esperar do Galo, vamos entender o que aconteceu neste período que se aproxima do final. A forma mais simples de entender isso é imaginar que foi colocado um macaco dentro da sua casa. Com certeza, ele tirou você da zona de conforto, pois a característica dele é de mudanças, já que tira tudo do lugar, pula de galho em galho e agita muito. É por este motivo que todos nós estamos nos sentindo inquietos.
 
Com certeza, este planeta mudou com a presença do macaco. Houve trocas de grandes líderes no poder: nos EUA, Donald Trump venceu; em Cuba, teve a morte de Fidel Castro; no Brasil, houve a queda da presidente Dilma Rousseff e de muitas pessoas que estavam no poder, seja na política como também em grandes empresas.
 
Esse período de inquietude termina em 28 de janeiro, quando começa o ano do Galo de Fogo. Será um ano de arrumar o galinheiro, afinal o galo é ordeiro e trabalhador. Vamos ter muito trabalho pela frente arrumando e se ajustando às mudanças que o macaco provocou.
 
O galo gosta de ordem e também de mandar. Devemos tomar cuidado para que este ímpeto não atrapalhe as nossas relações, pois sempre que arrumamos a casa geramos algum estresse. Então a melhor dica é arrume, mas sem reclamar. Lembre-se que quando você arruma uma casa é porque ela estava bagunçada, caso contrário não teria sentido a arrumação. Seja grato por trabalhar por isso.
 
Agora, se você está pensando que 2017 será um ano para alçar grandes voos, cuidado. Galo tem asas, mas não voa alto. Mantenha os pés no chão. Ou seja, não é hora de arriscar, mas sim de organizar. E organizar não é estagnar, organizar é evoluir. Afinal o galo também traz fortuna para aqueles que se organizam.
 
Sobre o elemento fogo, vale frisar que na Antiguidade as pessoas se reuniam em volta de uma fogueira. Da mesma forma que passamos pelo macaco de fogo e entraremos no galo de fogo, temos que considerar que trata-se do elemento da reunião, da formação de novos grupos e comunidades.
 
Lembre se o galo acorda cedo e canta alto para avisar que ele não morreu e que ainda existe ordem. Em 2017 use e abuse das boas qualidades do galo e tenha cautela com suas limitações.
 
Seja um galo bom de briga no bom sentido. Seja um líder na sua vida, não pense que a mudança do calendário é que irá mudar a sua vida. É você quem deve mudar. Então, no ano do galo, seja um verdadeiro galo.
 
 
 
Julio Ganiko é acupunturista e terapeuta especializado em culturas orientais
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também