Guarulhosweb
   

ACE participa de reunião sobre tarifa de transporte público

Redação Guarulhosweb    06/01/2017 14:34

 

O presidente da ACE-Guarulhos, William Paneque, esteve reunido nesta sexta-feira, 6/01, na Secretaria de Transportes e Trânsito, com representantes do governo municipal, das empresas de ônibus, cooperativas, sindicatos e outras entidades para discussão a respeito do reajuste da tarifa do transporte público.
 
O convite foi feito pelo prefeito Guti (PSB) para que os cálculos que definem os valores das passagens sejam de conhecimento dos setores representativos da sociedade. Nos últimos dias de seu mandato, o ex-prefeito Sebastião Almeida (PT) publicou decreto reajustando as tarifas de R$ 3,80 para R$ 4,50. A Justiça suspendeu temporariamente o aumento atendendo ação popular e o novo prefeito cancelou o reajuste até que uma auditoria sobre as planilhas de custos fosse realizada.
 
Durante a reunião, os secretários Giuliano Locanto (Transportes e Trânsito) e Carlos Soler (Governo) e o diretor financeiro da STT, Rodnei Minelli, apresentaram todos os fatores que influenciam na definição do preço das passagens, bem como os critérios para o valor do subsídio que a Prefeitura coloca no bolo para que o valor final não extrapole o limite do razoável para os passageiros.
 
Ficou claro que haverá dificuldade para manter o reajuste abaixo do que foi anunciado pela antiga administração. “A ACE representa os empresários que terão um impacto significativo em seus custos trabalhistas por conta do aumento. Pelos números apresentados, é possível que haja mesmo a necessidade de um sacrifício, mas esse esforço precisa ser revertido em um serviço melhor para a população”, afirmou Paneque.
 
“É por isso que é importante esse tipo de reunião. Mostra transparência. Reúne todos os atores envolvidos no sistema e fica claro o motivo de algumas atitudes serem tomadas. Além disso, cada setor pode contribuir com sugestões para diminuir gastos de todos”, completou.
 
Além da ACE, participaram da reunião representantes do Ciesp, OAB, Guarupass, cooperativas, permissionários e sindicatos. A administração tem pressa para definir os estudos que vão levar ao novo valor das tarifas. Novas reuniões serão marcadas para os próximos dias.
 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Anônimo 06/01/2017 17:10

    O Almeida estava certo?

    Quer dizer que o reajuste que o Almeida havia dado estava certo? E agora o que fazer?

Insira um comentário