Guarulhosweb
   

Fotógrafo registra o intenso processo de ensaio da série

Ubiratan Brasil    09/01/2017 08:05

 


O processo de ensaio de qualquer trabalho artístico (cinema, televisão, teatro, dança) é o período guardado com muito carinho pelos participantes. Ainda que tortuoso, cansativo, exasperante, o ato de se repetir ações em busca da melhor variação, a mais perfeita, é apontado como o mais enriquecedor. Afinal, muitas boas ideias nascem nesses momentos. É o que se pode concluir ao se observar as imagens fotografadas por Leandro Pagliaro durante as aulas de corpo e as improvisações comandadas pelo diretor Luiz Fernando Carvalho com o elenco da minissérie Dois Irmãos, realizadas durante três meses no Projac, da Globo.

Colaborador próximo do encenador, conhecedor de sua refinada técnica e originalidade, Pagliaro selecionou mais de 100 retratos para compor o livro Fotografias - O Processo Criativo dos Atores de Dois Irmãos, lançado agora pela Bazar do Tempo.

A minissérie tem cores quentes, mas Pagliaro, para diferenciar o momento de ensaio, preferiu o preto e branco. A solução revelou-se acertada, pois a ausência de tonalidades ressalta a emoção dos atores em seu momento de criação. São cenas como a de Camila Silva encarando Juliana Paes (a mãe dos gêmeos na segunda fase da série). Ou ainda uma poderosa cena dramática de Eliane Giardini em um momento angustiante, entre Cauã Reymond e Antonio Fagundes, que vivem a família.

Luiz Fernando Carvalho é um criador cuidadoso, obstinado até, a ponto de somente começar um trabalho quando tem pleno domínio sobre a obra. A leitura de Dois Irmãos, romance de Milton Hatoum, possibilitou-lhe entender a trama como um épico familiar, cuja trajetória espelha a própria história do Brasil. "É uma obra com camadas sociológicas, antropológicas e históricas, tudo isso rebatido na mesa de jantar de uma família de imigrantes libaneses, no odor dos quartos, na sensualidade de uma mãe, no afeto desmedido por um de seus filhos, nos ciúmes dos outros membros da família e nas perdas que o tempo nos revelam. É um Brasil em formação, composto pelos sonhos, mas também pela força de trabalho dos imigrantes", observa o diretor.

O livro de Pagliaro traz ainda uma série de textos que inclui uma conversa com Hatoum e com a preparadora de atores Tiche Vianna, além de depoimentos do elenco sobre o trabalho de imersão no processo de criação. Cronista do Caderno 2, Hatoum vai conversar com os quadrinistas Gabriel Bá e Fábio Moon, autores de uma premiada adaptação em HQ de Dois Irmãos. Será nesta terça, 10, na Livraria Saraiva do Shopping Eldorado, a partir das 19h.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário