Guarulhosweb
   

Guarulhos recebe três ambulâncias do Samu do governo federal

Redação Guarulhosweb    10/01/2017 17:31

 

O estado de São Paulo recebeu do Ministério da Saúde, nesta terça-feira (10), 81 novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) para renovação da frota. Guarulhos foi beneficiada com três veículos, que foram recebidos pelo prefeito Guti, em São Paulo. O investimento federal para financiamento dessa estrutura qualificará o atendimento de populações de 57 municípios. Também foram liberados ao estado, R$ 234,8 milhões para serviços que estavam funcionando sem a contrapartida federal e R$ 539,6 milhões referentes a emendas parlamentares, totalizando R$ 774,7 milhões.
 
As novas ambulâncias irão entrar em operação a partir do próximo dia 24. O prefeito Guti, acompanhado da secretária-adjunta de Saúde, Graciane Figueiredo, participou do evento que contemplou ainda outros municípios com novas viaturas.
 
“Isso é fundamental para a cidade o que está acontecendo hoje (terça-feira) aqui. Estamos recebendo três viaturas do Samu que vai nos ajudar muito nas situações de emergência. Acho importante é a atuação em conjunto dos governos federal e estadual dando retaguarda ao municipal principalmente nessas questões. Vamos fazer o possível e até o impossível para buscar esses recursos para melhorar a qualidade de vida de nossos cidadãos”, afirmou Guti durante o evento.
 
As três novas viaturas do SAMU são Renault Master, totalmente equipados com desfribiladores, ventiladores e GPS, que serão incorporados à frota do Serviço de Atendimento Médico de Urgências (Samu) do município. Essas ambulâncias serão utilizadas no Serviço de Suporte Avançado, que prestam atendimentos às vítimas mais graves, inclusive com a presença de médicos socorristas. Com eles, a frota do Samu de Guarulhos sobe para 23 viaturas.
 
 
Do total de ambulâncias doadas, 51 fazem parte dos 204 veículos novos adquiridos para todo o Brasil, ao custo de R$ 30,7 milhões. Trinta foram remanejadas do Rio de Janeiro após apoio nas Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016, quando foram cedidas 136 ambulâncias novas com investimento na ordem de R$ 36,9 milhões. Atualmente, o SAMU de São Paulo atende 81,29% da população e está presente em 377 municípios.
 
“As 81 ambulâncias já estão todas entregues aos municípios paulistas. Algumas já repassamos aqui e outras os gestores já buscaram na fábrica em Cajamá, onde estavam os veículos”, afirmou ministro Ricardo Barros, nesta terça-feira, durante solenidade em São Paulo.
 
Outros 19 estados brasileiros estão sendo contemplados com a doação de 340 novas ambulâncias. O critério utilizado para as substituições foi o tempo de uso dos veículos com funcionamento regular. O objetivo é substituir as ambulâncias que têm até cinco anos de circulação sem renovação. A assinatura do termo de cessão de uso das ambulâncias aconteceu na Prefeitura Municipal e contou com a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros.
 
RECURSOS PARA SERVIÇOS
 
Prioridade do ministro Ricardo Barros nos primeiros 200 dias à frente da pasta, os recursos liberados são resultado da otimização de gastos que alcançou uma eficiência econômica total no país de R$ 1,9 bilhão, possibilitando aumentar a assistência no Sistema Único de Saúde (SUS).
 
Os R$ 234,8 milhões liberados para serviços que estavam funcionando sem a contrapartida federal, beneficiarão a população de 193 municípios paulistas. São serviços como Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Centros Especializados em Reabilitação (CERs), Atenção Domiciliar, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), além de subsidiar serviços hospitalares e ambulatoriais, voltados à assistência especializada e atendimento de média complexidade. Também estão sendo beneficiadas mais 28 UPAs em 28 municípios.
 
O anúncio foi feito pelo ministro Ricardo Barros, também nesta terça–feira (10), durante encontro com prefeitos e gestores de saúde. “Os recursos já estão disponíveis. Estão publicados no Diário Oficial da União e sendo pagos a partir da parcela de dezembro. São recursos assegurados para serviços de financiamento contínuo”, enfatizou o ministro.
 
Ao se pronunciar sobre a doação de ambulâncias e liberação de recursos, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, enfatizou a importância da presença de Governo Federal na garantia da saúde pública. “O Estado e algumas prefeituras vinham bancando grande parte desses serviços, passando, agora, a receber recursos do SUS”, ressaltou o governador.
 
 
SAMU – O termo de doação das ambulâncias será publicado no Diário Oficial da União, discriminando os municípios contemplados e o prazo que os gestores terão para buscar os veículos (até o dia 17 de fevereiro de 2017). Caso esse tempo não seja cumprido, o Ministério da Saúde fica autorizado a fazer o remanejamento das ambulâncias para outras regiões que precisam renovar suas frotas.
 
São Paulo conta atualmente com 594 ambulâncias, sendo 495 Unidades de Suporte Básico e 99 Unidades de Suporte Avançado, além de 58 motolâncias e 51 Centrais de Regulação. Os recursos para custeio dos serviços oferecidos pelo SAMU no estado tiveram um aumento significativo entre 2010 e 2015, passando de R$ 58,8 milhões para R$ 211,3 milhões.
 
No país, o SAMU atende 76,9% da população brasileira, atuando em 3.052 municípios. Em todo o País, o Ministério da Saúde já habilitou 3.108 unidades móveis, sendo 2.525 Unidades de Suporte Básico e 583 de Suporte Avançado. Além disso, o Brasil conta com 226 Motolâncias, 13 Equipes de Embarcação e 7 Equipes Aeromédicas. Os recursos repassados pelo Ministério para custeio do serviço tiveram aumento significativo entre 2011 e 2015, passando de R$ 432,5 milhões para R$ 1,01 bilhão.
 
O objetivo do SAMU 192, que funciona 24h por dia, é socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência ou emergência. Estes serviços incluem hospitais e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), para atendimentos clínicos, cirúrgicos, obstétricos, entre outros, evitando sofrimento, sequelas ou, mesmo, a morte.
 
O acionamento do SAMU se dá pela ligação gratuita à Central de Regulação de Urgências, pelo número 192. A partir do atendimento, as equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas são destacados para prestar o atendimento. Também está entre as prerrogativas do SAMU 192 o atendimento telefônico de pessoas para orientações.

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. jailson ferraz batista 11/01/2017 10:26

    Trabalho

    Com apenas 11 dias de mandato já fez mais que 16 anos de PT.

  2. elisa beth 11/01/2017 09:41

    QUE VERGONHA

    uma ambulância para cada 500 mil habitantes; ATENÇÃO OTORIDADE GUARULHENSE, VOCES DEVIAM SE ENVERGONHAR; PORCOS

Insira um comentário