Guarulhosweb
   

Regularização de cargos comissionados será prioridade na volta da Câmara Municipal

Antonio Boaventura - Do GuarulhosWeb    25/01/2017 12:09

 

De acordo com o vereador e presidente da Câmara Municipal, Eduardo Soltur (PSD), a prioridade do Poder Legislativo neste retorno as atividades na próximoa semana será o projeto de lei que deverá ser apresentado pelo perfeito Guti (PSB) para regularizar os cargos comissionados do Poder Executivo. Segundo informações obtidas pelo GuarulhosWeb, a proposta já estaria sendo encaminhada ao Legislativo.
 
O imbróglio sobre a legalidade das funções criadas pelo ex-prefeito Sebastião Almeida (ex-PT) teve diversos capítulos, inclusive com a intervenção do Poder Judiciário, que determinou a extinção dos cargos em virtude da incompatibilidade entre a nomenclatura  e a execução pelos profissionais indicados dentro da função designada. Até a exoneração por Guti em seu primeiro ato na Prefeitura, o Executivo contava com 1941 funcionários classificados como comissionados.
 
Segundo a orientação judicial, o antigo prefeito deveria demitir todos os indicados no dia 31 de dezembro do último ano, fato este que não ocorreu. Coube ao prefeito Guti (PSB) promover a exoneração destes colaboradores para atender a decisão do Poder Judiciário. Fontes do GuarulhosWeb afirmam que o custo com estas demissões atingiu quase R$ 30 milhões aos cofres públicos.
 
Argumento bastante utilizado por Guti durante sua campanha, a reestruturação administrativa no Governo Municipal deve ser de uma diminuição de aproximadamente 35%. Ou seja, a nova proposta para ocupação dos cargos considerados de confiança no Poder Executivo pode contemplar cerca de 1.200 posições em diferentes setores da Administração. Cerca de 680 cargos deverão ser cortados.
 
Eduardo Soltur também ressaltou que a ocupação dos espaços públicos ociosos tanto do Legislativo quanto do Executivo também serão tratados como assunto relevante neste momento.

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Raimundo 31/01/2017 00:11

    Lamentável

    Os caras passam a campanha inteira falando de nova Política, dizendo quem tem muitos comissionados. E aí ganham e agora muda o discurso. COMISSIONADOS e prioridade. Se estão precisando de funcionários tem muitas pessoas capacitadas precisando de emprego e só abrir CONCURSO PÚBLICO

  2. Alessandra 27/01/2017 20:08

    Previsão na CF

    Os cargos de livre provimento (ou comissão) estão previstos no inc V do art 37 da Const Federal.Assim, tê-los näo é ilegal e sim, são moeda de troca,pq é IMPOSSÍVEL administrar sozinho,sem acertos políticos.

  3. Anônimo 26/01/2017 22:59

    ...Lá vamos nós (de novo)

    Votamos no Guti esperando mudanças. Já veio uma vizinha que mal sabe assinar nome comentar que "vai voltar porque trabalho pro Guti e tá só esperando". Minha boca está começando a amargar. São 1700 trocados por 1200. Começo a crer que trocamos seis por meia dúzia.

  4. Paulo Alves 26/01/2017 09:24

    Troca-Troca

    Sai 1900 e entra 1200, onde está a nova administração, parece a mesma coisa.

  5. Mauro 25/01/2017 18:03

    Melhor atendimento

    Precisamos agilizar os processos , está muito lento. .. que sejam capacitados...

  6. Gilberto 25/01/2017 17:17

    Nomear Aspone é prioridade?

    Acho que lei para nomear aspones não deve ser prioridade em nenhum. A Câmara tem muitos outros assuntos importantes para resolver.

  7. denis fabricio 25/01/2017 16:27

    Olha o Rio ai gente

    Cuidar do espaço publico ocioso da administração publica e uma brincadeira pois a prefeitura esta quase 50% da receita pagando funcionários concursados, estatutários. Tem de mudar esta politica, não e hora de encher a maquina, estamos em crise. OLHA O RIO.

Visualize todos os 7 comentários

Insira um comentário