Guarulhosweb
   

Nova casa

Erivan Monteiro    27/01/2017 07:27

 

A PARTIR de hoje, eu estarei com vocês toda semana compartilhando notícias e análises sobre o futebol e outros esportes. Volto a Guarulhos onde trabalhei por quase oito anos, entre 1996 e 2004, nos jornais Tribuna de Guarulhos e Folha Metropolitana - quase sempre falando de esporte. Agora o desafio é no GuarulhosWeb. Vamos lá. Conto com o apoio e a participação de todos!

 

 

TEMPORADA 2017

 

NESTE ANO a promessa é de uma overdose de futebol: Campeonato Paulista, Copa Libertadores, Copa do Brasil, Brasileirão, Copa Sul-Americana, Recopa Sul-Americana (para a Chapecoense) e Mundial de Clubes (para quem chegar é claro). Muitos desafios que são traduzidos em muitos investimentos. Os times que formarem melhores grupos têm tudo para seguir longe na temporada. Em quem você aposta?

 

 

PROPOSTA APROVADA

 

GOSTEI DA proposta da Fifa, de aumentar de 32 para 48 o número seleções participantes na Copa do Mundo, a partir de 2026. Embora a maioria dos comentaristas esportivos “torceu o nariz” para a medida, eu acho que será interessante. Mais gente e mais festa. Democratiza o maior evento esportivo do planeta. Depois de tantas notícias negativas, a Fifa, ao meu ver, deu uma “bola dentro.”

 

 

16 GRUPOS

 

AS NAÇÕES serão divididas em 16 grupos de 3 times cada. Os dois melhores de cada chave avançam. Os 32 times, então, iniciam o “mata-mata” e sobram 16, que se enfrentam em oitavas, depois quartas, semi e final. Assim, a seleção classificada à Copa do Mundo jogará pelo menos duas partidas na competição. O mais importante é que, apesar do substancial aumento no número de participantes, o Mundial seguiria sendo disputado em 32 dias, o que não prejudicaria os clubes.

 

 

SEM PERDA

 

PARA AQUELES que alegam “perda técnica” com a entrada de seleções desconhecidas no futebol, é bom lembrar que a Argentina penou para ganhar do Irã (por 1 a 0) na Copa de 2016 - venceu graças àquele "pombo sem asa" do craque Messi quase no final da partida. E neste mesmo torneio o pentacampeão Brasil levou 7 da Alemanha. Por isso, é tudo muito relativo. Enfim, a discussão é boa, está na pauta, e merece ser analisada sem preconceitos.

 

 

POLÊMICA À VISTA

 

SE A FIFA acerta, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) determina uma medida no mínimo polêmica. A partir de 2019, os times de futebol do Brasil que não tiverem um time feminino em disputa de competições nacionais serão proibidos de disputar a Copa Libertadores. A nova regra é uma das principais exigências do regulamento de licenciamento de clubes da CBF, que foi apresentado nesta semana. Muita confusão virá por aí... Podem esperar!!!

 

 

SEGUNDA CHANCE

 

O EX-JOGADOR Vampeta abriu as portas do Audax, clube de Osasco do qual é presidente, para o zagueiro “gato” do Paulista, que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior. O velho Vamp disse essa semana à rádio Jovem Pan, onde atua como comentarista, que o zagueiro Brendon (que na verdade chama-se Eltton) tem direito a uma segunda chance e dará um recomeço ao jovem. O pentacampeão garantiu, no entanto, que o candidato a craque – apelidado em Jundiaí como o “Mina do Interior” - terá de se acertar com a justiça e pagar por suas infrações antes de voltar a chutar a bola no clube da Grande São Paulo. Vamos ver no que dá.

 

 

À ESPERA

 

OS CAMPEÕES da Copa São Paulo esperam, agora, por uma chance no time principal do Corinthians. Depois de conquistarem “La décima”, os meninos alvinegros aguardam um chamado do técnico do técnico Fábio Carille. São duas faces da moeda: se por um lado Carille terá como auxiliar o professor Osmar Loss (treinador do time vencedor, o que poderia ajudar), por outro há de se lembrar que praticamente nenhum dos vice-campeões de 2016 não foi aproveitado no clube. Romão, Mantuan, Carlinhos, Dell’Amore e Pedrinho foram os destaques do time campeão.

 

 

MUITA GRANA

 

PARA NÃO perder as estrelas do Timãozinho, o técnico Osmar Loss, inclusive, gostaria que o Corinthians investisse em um time Sub-23 para disputar o Paulistão (divisões de acesso) e Copa Paulista. Isso porque vários jogadores nascidos em 1997 já estouraram a idade para mais uma Copa SP. Entre eles estão Dell’Amore, Mantuan, Marquinhos e Carlinhos. O problema é o alto investimento. Para manter um time em competições estaduais, seriam necessários pelo menos R$ 500 mil por mês para cobrir todas as despesas.

 

 

FRASE DA SEMANA

 

“Na função que fiz, acho que fui até melhor do que eu esperava”

 

Diego Souza, atacante do Sport, analisando sua atuação na Seleção Brasileira, no Jogo da Amizade, diante da Colômbia, na última quarta-feira.

 

 

 

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo – e-mail para essa coluna: erimonteiro@usp.br

 

 

 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

24/06 10:46
Mais agilidade
17/06 20:33
Impressionante
27/05 22:22
Basquete 1
20/05 15:50
Isto é incrível
13/05 20:17
Festa começa
08/05 18:50
Sem contestação