Guarulhosweb
   

Sem deixar cair

Ernesto Zanon    31/01/2017 07:34

 

O secretário municipal de Habitação, Waldemar Tenório de Lima, vem sendo elogiado pela postura adotada durante desocupação de três torres do Portal Flora, em Nova Bonsucesso, após a Defesa Civil interditar prédios que ameaçavam cair. Ele procurou conversar pessoalmente com as 59 famílias desalojadas do local para procurar saber as necessidades imediatas delas. O empreendimento do Minha Casa, Minha Vida, inaugurado em agosto, ainda está sob responsabilidade da Caixa Econômica Federal e da construtora que fez a obra.
 
Secel
 
Aos poucos, as novas secretarias municipais criadas ou agrupadas a partir do redesenho implantado pelo prefeito Guti (PSB) vão ganhando novas nomenclaturas. Depois da Sedceti (Desenvolvimento Científico, Econômico, Tecnológico e de Inovação), ganha corpo dentro da administração municipal a Secel (Educação, Cultura, Esportes e Lazer), pilotada pelo vice Alexandre Zeitune (Rede).
 
 
Pagar, pagar e pagar
 
Ao final de um mês de nova administração, Guti já realiza balanços pontuais em relação ao que encontrou na Prefeitura e o que pode ser feito daqui para frente. Diversos projetos, que eram bandeiras de campanha, devem começar a sair do papel nos próximos dias, sempre primando por ações de baixo custo e parcerias. Liquidar dívidas deixadas pelo governo anterior, que agora são de responsabilidade do novo prefeito, ainda é ponto de honra para ele.
 
A lista da Odebrecht
 
Não bastasse a homologação da delação premiada a executivos da Odebrecht concedida pela presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, a prisão do megaempresário Eike Batista está mexendo diretamente com importantes figuras do PT, inclusive de Guarulhos. Bastidores sobre obras do governo federal e liberação de recursos para o município podem voltar à tona. Nunca é demais lembrar que Sebastião Almeida (o ex-prefeito do partido) apareceu numa lista da empreiteira que caiu na mão da imprensa em março do ano passado.
 
Nem os cacos
 
Sobre Eike, a preocupação é outra. Apesar da prisão se dar por causa dos negócios do empresário com o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), não é segredo para ninguém que ele mantinha relação muito próxima com os ex-presidentes Lula e Dilma, ambos do PT. O partido, que caiu em desgraça com a operação Lava-Jato, vinha tentando catar os cacos para se reerguer em todo o país, o que valia também para Guarulhos. Teme-se que, se ele abrir a boca e contar o que sabe de verdade, não sobre mais nada para ser reconstruído. 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

17/10 07:30
Almeida correu
11/10 06:36
Ressaca
10/10 07:28
Show de horrores
06/10 07:08
Vai conforme a maré
05/10 07:24
Pagando dívidas
04/10 06:30
Novos ares