Guarulhosweb
   

Chegou atrasado

Ernesto Zanon    01/02/2017 08:59

 

Carlinhos Vidente, que garante ter previsto com antecedência a queda do avião com a equipe da Chapecoense, estará em Guarulhos nesta semana para realizar o que ele chama de atendimento social. Talvez, se tivesse vindo à cidade um ano antes, poderia ter atraído uma multidão de políticos interessados nas eleições de 2016. Um deles, por exemplo, que preferiu acreditar em feiticeiros, poderia ter evitado de hoje figurar como o grande mau pagador da cidade.
 
 
Privilegiando a informação
Um dos problemas que a mídia de Guarulhos sempre enfrentou sempre foi a falta de números oficiais. Dificilmente os órgãos públicos, divulgavam dados de interesse da população. Em um mês de nova administração, a Comunicação da Prefeitura demonstra que quer virar esse jogo. Tanto o Paço, como o Saae e a Proguaru estão buscando passar o maior número de informações possíveis sobre as atividades que prestam à sociedade, desde buracos tapados nas ruas de Guarulhos até ações para conter vazamentos de água, entre outros.
 
 
Bem nos números
São vários os episódios em que a Secretaria de Comunicação conseguiu reverter situações que poderiam ser negativas para a administração municipal, a partir de divulgação de dados que, dificilmente, chegavam ao conhecimento da população. A estratégia, defendida por Guti (PSB), desde o início deste mandato, tem como pano de fundo a transparência. Aliás, o prefeito tem tido ótimo desempenho, quando se apega a números em seus contatos com a imprensa.
 
 
Novos ventos
A ABB, líder global em tecnologias de energia e automação, abriu em Guarulhos, ontem, uma das fábricas mais automatizada da companhia na América Latina. Destinada à produção de disjuntores de alta tensão, a unidade recebeu R$ 10 milhões de investimentos. Nada mal para uma empresa, que até pouco tempo atrás, estudava a possiblidade de sair da cidade.
 
 
Furacão
Em entrevista ao programa Tribuna Livre, apresentado por Roberto Samuel, Guti anunciou que uma outra grande empresa se prepara para aportar em Guarulhos. Sem revelar de que setor, o prefeito adiantou que se trata de uma companhia que trará investimentos consideráveis, inclusive em recursos humanos, já que o salário médio dos colaboradores será na faixa de R$ 8 mil. O “milagre” estaria sendo costurado pelo vice-governador Márcio França (PSB), que atua como secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, a Sedceti de Geraldo Alckmin (PSDB). 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

28/04 07:10
Capital-trabalho
27/04 07:18
Guarulhos perde
26/04 07:08
Adesão forçada
25/04 07:23
Até no Fantástico
21/04 09:01
Só primeiro tempo
20/04 07:07
Juíza afastada