Guarulhosweb
   

A live voltou

Ernesto Zanon    23/02/2017 07:15

 

O prefeito Guti (PSB) voltou a fazer uma live (transmissão ao vivo pelo Facebook) na manhã desta quarta-feira. Desta vez, transmitiu um mutirão que teve a participação de mães de alunos de duas escolas na região da Ponte Alta. Como sempre ocorre nestes momentos de contato direto com a população, ouviu críticas e pedidos para resolver problemas pontuais que afetam diretamente a vida das pessoas. E, de novo, aceitou o desafio de pegar no batente. Vestiu “equipamentos de proteção individual”, usados pelos servidores, e ajudou no serviço de carpina do local.
 
Opa, Upa
 
Impressionante como algumas (pseudo) lideranças e formadores (ou seriam achadores) de opinião se tornaram – em menos de dois meses – defensores dos fracos e oprimidos. A insistente cobrança pela abertura imediata das UPA (Unidades de Pronto Atendimento) Cumbica e Jardim Paulista soa como hipocrisia pura e demonstração de que se tratam de pessoas que desconhecem totalmente (ou fingem pelo menos) o passado recente de Guarulhos. Em tempo, a nova administração já trabalha para abrir os dois equipamentos.
 
Aos fatos
 
As obras da UPA Paulista, localizada entre o Picanço e o Continental, tiveram início em janeiro de 2011 com previsão de inauguração, no mais tardar, em outubro do mesmo ano. Como ocorreu com quase todas as construções na gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida, o cronograma não foi cumprido e a entrega foi sendo postergada. Em 2013, praticamente concluída, recebeu os serviços de acabamento. Ou seja, quase quatro anos se passaram sem que esses mesmos “cobradores de araque” se manifestassem pela abertura imediata do equipamento. Por que será, não?
 
Custe o que custar
 
A UPA do Jardim Cumbica começou a ser construída também em 2011 com entrega prevista para 2012, antes das eleições que reelegeram Almeida para mais um mandato. Apesar de não concluir a obra, o ex-prefeito, ainda candidato foi ao bairro, deu algumas desculpas e garantiu que a unidade seria aberta até o final daquele ano, logo após as eleições. Ali as obras simplesmente pararam. O prédio abandonado chamou a atenção da grande mídia. Tanto que em agosto de 2013, o extinto programa CQC da TV Bandeirantes fez uma reportagem mostrando o descaso daquela administração.
 
Cara lavada
 
O então vice-prefeito Carlos Derman, também secretário municipal de Saúde na época e hoje assessor da vereadora petista Janete Pietá, foi escalado para encarar as câmeras do programa jornalístico/humorístico. Com cara lavada, depois de elencar diversas desculpas esfarrapadas para justificar o injustificável, prometeu de pés juntos que entregaria a UPA funcionando em fevereiro de 2014. Mais três anos se passaram e tudo continua sem servir à população. E os mesmos que se calaram durante este tempo todo agora se levantam para cobrar a administração que assumiu há menos de dois meses. Deu para entender ou quer que desenhe? 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

12/12 07:32
Casa nova
05/12 07:05
Com quem será?