Guarulhosweb
   

Vereadores fazem diligência na Secretaria de Saúde

Redação Guarulhosweb    23/02/2017 18:55

 

O vereador Alexandre Dentista (PSDC) realizou uma diligência na última quarta-feira (22), às 17 horas, na Secretaria Municipal de Saúde, no Gopoúva, acompanhado pelo vereador Moreira (PTB). Os parlamentares buscavam informações sobre a morte de Paulo Henrique Dias Campos (29), na madrugada de 30 de janeiro, no Hospital Municipal de Urgências (HMU). Segundo denúncias de familiares, ele aguardou 11 horas até ser medicado. O secretário de Saúde, Roberto Lago, explicou que foi criada uma Comissão de Sindicância para apurar o caso, e que as possíveis causas serão esclarecidas ao término das investigações.

A falta de médicos é um dos principais problemas apontados por Alexandre Dentista, que é presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Guarulhos. “Embora o salário dos médicos tenha aumentado três vezes na gestão anterior, a Prefeitura ainda precisa contratar profissionais”, declara. Para o vereador a questão salarial deixou de ser um problema, já que o reajuste dado à categoria foi exclusivo, e a Prefeitura não aumentou o salário dos demais profissionais da área de saúde como enfermeiros, dentistas e auxiliares de enfermagem.

Os vereadores instauraram uma Comissão Especial de Inquérito (CEI), no dia 21 de fevereiro, para investigar os problemas apresentados pela Fundação ABC, organização social responsável pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) São João, Paraíso e Maria Dirce. O prefeito Guti visitou a Unidade do Maria Dirce para apurar denúncias de que os portões estavam fechados. A organização recebeu um repasse de R$2 milhões da Prefeitura, valor insuficiente para pagamento da folha líquida. O débito relativo a novembro e dezembro de 2016 é de 2,3 milhões, mas os repasses não foram feitos na gestão anterior. O contrato entre a Prefeitura e a Fundação vigora até 2018.

 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Anônimo 02/03/2017 20:10

    Mais do mesmo

    O salário não foi teve nenhum reajuste real. A falta de médicos é um reflexo da BAGUNÇA dessa gestão. Ainda não se mostraram capazes de resolver problemas e se justificam atacando a antiga gest. Foi pra isso que foram eleitos lembra? Vereadores desocupados fazendo palanque em porta de ps, não ajuda.

  2. sandro 24/02/2017 21:44

    vistoria

    O vereador deveria era ter ido antes na secretária da saude . no setor de manutenção de viaturas e fazer uma investigação que o seu colega Seminaldo , esgotou tudo e todos arrumando seus veículos particulares para fazer média para seus eleitores! uma vergonha, sem dizer os empregados que alocou lá

Insira um comentário