Guarulhosweb
   

Homem morto no aeroporto na França era suspeito de extremismo

Redação Guarulhosweb    18/03/2017 16:35

 


O francês de 39 anos que foi morto esta manhã no aeroporto de Orly, no sul do Paris, tinha uma longa ficha criminal e já foi investigado pelas autoridades por suspeita de terrorismo, afirmaram hoje promotores locais.

O homem foi identificado por veículos de mídia franceses como Ziyed Ben Belgacem, teria 39 anos e nasceu na capital francesa. Os relatos foram confirmados por um agente de segurança à Associated Press.

Belgacem já cumpriu pena na prisão e sua casa estava entre as que foram vasculhadas em novembro de 2015, durante a ação policial que se sucedeu aos ataques que deixaram 130 mortos na capital do país. Após o incidente deste sábado, o pai e o irmão do suspeitos foram detidos pela polícia para serem interrogados.

De acordo com o promotor François Molins, o homem atacou um soldado e seus colegas no aeroporto de Paris e gritou que gostaria de morrem em nome de Alá. Ele também disse que "independente do que acontecer, haverá mortes".

Molins disse que o rapaz apontou uma arma para a cabeça de uma soldada e a usou de escudo humano. Ele conseguiu tomar posse do fuzil da militar, ao contrário do que foi anteriormente dito, mas foi morto pelos demais soldados com oito tiros. Fonte: Associated Press.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário