Guarulhosweb
   

Candidato socialista an França atrai multidão e diz que vitória ainda é possível

Redação Guarulhosweb    19/03/2017 15:50

 


O candidato socialista para a presidência da França e seu rival de extrema esquerda têm um grande obstáculo pela frente em seu caminho para ao Palácio do Eliseu: eles próprios.

Benoît Hamon e Jean-Luc Mélenchon provaram essa semana que ambos podem reunir multidões impressionantes. Hamon, o socialista, encheu uma arena esportiva em Paris com pelo menos 20 mil pessoas no domingo. Mélenchon contou com dezenas de milhares em seu comício em Paris no sábado.

Enquanto ambos continuarem a lutar por votos num território que eles compartilham, porém, nenhum dará espaço para o outro e seus esforços para trazer vida às campanhas podem fracassar.

"Eu vim para dizer a vocês que a esquerda pode vencer!", disse Hamon a seus apoiadores. Eles o interromperam frequentemente com gritos de "Benoît, presidente!"

Teoricamente, se os votos dos dois pudessem ser somados, então Hamon ou Mélenchon poderiam ter uma chance de ir ao segundo turno das eleições. Mas, com ambos na disputa e com os votos divididos entre eles, pesquisas sugerem que os dois ficariam com a quarta e a quinta posições entre os 11 candidatos do pleito.

Hamon tem lutado para conquistar espaço para si mesmo em uma campanha ofuscada por problemas legais do candidato conservador François Fillon. Ele também tem falhado em unir os socialistas em torno de sua candidatura desde que venceu as primárias do partido em janeiro.

A campanha do socialista também tem sido ferida por pela saída de vários nomes, que passaram a apoiar Emmanuel Mácron. O ex-ministro da Economia de François Hollande comanda uma campanha independente, nem de direita, nem de esquerda.

"Temos enfrentado ventos contrários, até mesmo tempestades", disse Hamon neste domingo. "Alguns abandonaram o barco", acrescentou, provocando vaias da multidão. Fonte: Associated Press.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário