Guarulhosweb
   

Wagner Franco assume o comando do PTdoB em Guarulhos

Redação Guarulhosweb    31/03/2017 11:56

 

Com larga experiência em assessorar políticos e na atuação nos bastidores de partidos, Wagner Franco está assumindo o comando do PTdoB (Partido Trabalhista do Brasil) de Guarulhos.
 
Franco tem 32 anos, nasceu em Guarulhos, foi assessor do atual presidente da Câmara, Eduardo Soltur (PSD), e assessor do secretário de Finanças em 2013/2014. Também coordenou a campanha do candidato a deputado federal Marcio Nakashima (PMDB) em 2014, que obteve 46.857 votos.
 
Em 2015, foi ajudar a compor a executiva do partido (PMDB) onde estava como secretario geral . Em 2016, o PMDB conseguiu eleger dois vereadores: Lamé e Carol Ribeiro. Wagner Franco também coordenou a campanha da vereadora Carol Ribeiro.
 
Wagner falou que recebeu esta missão com muita humildade e honra, mas também sabendo da história do partido, que já teve dois parlamentares na Câmara Municipal, na última legislatura. Mas que, acima de tudo, com a clareza necessária de saber o tamanho da missão e da responsabilidade, que haverá junto com a nova executiva municipa: “Sei que liderar o PTdoB  guarulhense neste momento requer estar disposto a assumir todos os ônus necessários para atingir os objetivos, e que o nosso partido esteja pronto para as eleições principalmente de 2020, mas não esquecendo de 2018, até porque hoje o partido não possui nenhum deputado federal nem estadual, eleito por São Paulo”, comentou.
 
O novo presidente do PTdoB sinalizou quais os próximos passos do partido no processo de contribuição para o crescimento da cidade: “Um dos nossos desafios é pensar no caminho que devemos desbravar para encontrar soluções definitivas nas áreas de saúde, esporte e empregabilidade”. Segundo Wagner, é necessário encontrar soluções definitivas para que a população alcance a plena cidadania, com independência e autoconfiança, fazendo valer cada centavo pago em impostos.
 
 
Ainda ressaltou a necessidade de se ir além de programas pontuais. "Será preciso educação de qualidade, ambiente econômico de regras estáveis, busca da inovação, aumento da competitividade, menor burocracia, mais transparência e melhor controle sobre a aplicação de recursos públicos", defendeu, a propor ao partido um debate interno para traçar o projeto de futuro. Por fim, defendeu que o melhor  programa social é o emprego.
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário