Guarulhosweb
   

Arena centenário

Erivan Monteiro    08/04/2017 17:33

 

O CORINTHIANS também está bem próximo de atingir um número importante em seu estádio: o de 100 partidas. A arena inaugurada em maio de 2014 já recebeu 96 jogos do Timão – sem contar a partida diante do Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista. Foram 68 vitórias, 21 empates e 7 derrotas, além de 181 gols a favor e 57 contra. Neste período, quase 3 milhões de torcedores foram ao estádio do clube paulista.

 

QUASE LÁ

O PALMEIRAS confirmou o favoritismo, eliminou o Novorizontino e está entre os quatro melhores do Campeonato Paulista. O time vem jogando bem e, se passar pelas semifinais, terá a vantagem de fazer a segunda partida em seus domínios, já que é o líder da competição na classificação geral.

 

TIME COMPACTO

O ALVIVERDE tem um time sólido, compacto e que sabe o que faz com a bola. Com o esquema 4-1-4-1, em que se faz duas linhas de quatro jogadores, com dois na sobra (Felipe Melo e Borja), o técnico Eduardo Baptista não determina posição fixa de seus atletas, pelo contrário, a ordem é “flutuar” pelo campo.

 

SONHO ESTADUAL

O VERDÃO não ganha o Estadual há oito anos – desde 2008 – por isso é consenso no clube de que o time deve lutar para levantar a taça deste ano. Logicamente, a prioridade é a Copa Libertadores de América, mas conquistar o Paulistão é plenamente possível, dizem os diretores do clube.

 

SANTOS PREOCUPA

O SANTOS não vive um bom momento na competição. Perdeu para a Ponte Preta na primeira partida das quartas de finais e está pressionado para o jogo de volta, nesta segunda-feira, no Pacaembu. Apesar de estar com um técnico há mais de um ano (Dorival Júnior), o Peixe regrediu em relação a 2016. Por isso, eu acho que só manter um treinador no cargo não é garantia de sucesso.

 

SEM ÉTICA

NÃO GOSTO de “venda” de mando de jogo e já me manifestei sobre o tema nesta coluna. Na prática foi isso que aconteceu no duelo entre São Paulo e Linense, pelas quartas de finais do Paulistão. O fato de o time do interior aceitar jogar a partida de ida no Morumbi configura que a equipe de Lins só pensou no dinheiro e abriu mão da classificação. Poderia, pelo menos, optar pelo Pacaembu, que é um estádio neutro e poderia atrair também um bom público.

 

ALTO NÍVEL 1

ESSES DIAS atrás eu assistir à partida entre Vasco e Pinheiros, pelos playoffs da NBB (Novo Basquete Brasil). Um jogão! O time paulista, atuando em casa, chegou a abrir 15 pontos no terceiro quarto, vantagem que o Gigante da Colina pulverizou no último quarto e venceu a partida. Com isso eu fiquei pensando: como pode um país ter um basquete de tão excelente nível e não ser capaz de fazer uma seleção decente, capaz de ganhar títulos?

 

QUAL O FUTURO?

É TRISTE ver o basquete brasileiro nestas condições. Apesar de uma boa liga nacional, a CBB (Confederação Brasileira de Basquete) está suspensa pela Fiba (Federação Internacional da Basquete) por questões administrativas e, assim, o Brasil está impossibilitado de participar de competições internacionais. Isso sem contar o basquete feminino, que atualmente quase que inexiste em nosso país. O futuro do esporte está a perigo.

 

VERGONHA NACIONAL

A DIRETORIA do Inter-RS pisou na bola no caso Victor Ramos. Além de acusar o jogador de ter atuado de forma irregular pelo Vitória, no Brasileiro-2016, ainda teria forjado uma documentação irregular para se manter na elite do futebol brasileiro. Nesta semana, tudo se resolveu e o Colorado perdeu a ação. Assim, terá de voltar à Série A na bola, dentro de campo.

FRASE DA SEMANA

“É uma questão criminal”

Joana Maranhão, aliviada com a prisão do presidente da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), Coaracy Nunes.

 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

24/06 10:46
Mais agilidade
17/06 20:33
Impressionante
27/05 22:22
Basquete 1
20/05 15:50
Isto é incrível
13/05 20:17
Festa começa
08/05 18:50
Sem contestação