Guarulhosweb
   

Ação rápida faz MTST sair de área 20 horas após invasão em Guarulhos

Redação Guarulhosweb    09/04/2017 09:18

 

Uma ação rápida da administração municipal evitou que Guarulhos tivesse mais uma grande área ocupada irregularmente. Menos de 20 horas depois que o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, incentivados por políticos do PT, como o vereador Edmilson Souza que esteve à frente da invasão, o grupo foi obrigado a deixar a área, localizado no Parque Uirapuru, região de Cumbica. 
 
No final da noite de sexta-feira, cerca de 200 pessoas foram levadas ao terreno, onde será construído o futuro Parque Tecnológico de Guarulhos, em dois ônibus e um micro do MTST. Imediatamente, munidos de ferramentas, abriram algumas clareiras no matagal e passaram a levantar barracas de plástico preto. Durante a madrugada e neste sábado, o vereador Edmilson Souza, do PT, foi ao local para incentivar o movimento de invasão. Nas redes sociais, comemorou a ação. Ao longo do dia, também estiveram no local o deputado estadual Alencar Santana (PT) e o ex-vereador Edson Alberton (PSOL). 
 
Diversas equipes da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Polícia Militar (PM) cercaram o local para impedir que novos invasores entrassem irregularmente na área pública. Ao longo do dia, a Prefeitura determinou que o MTST deixasse o terreno pouco antes das 20h deste sábado. 
 
Em sua página no Facebook, o MTST se posicionou como vítima, alegando que houve ação truculenta por parte da GCM. Informou aos "companheiros" que aqueles que foram presos já estavam sendo libertados. Sem precisar número nem detalhar, apontou que os hospitalizados já tiveram alta. 
 
Ao longo do sábado, os organizadores da invasão distribuiram panfletos para a população da região de Cumbica para aderir ao movimento como forma de ter uma casa própria. O objetivo era levar para a ocupação guarulhenses com problemas de moradia, já que os invasores não eram da cidade, muitos chegaram de carros, além dos ônibus do próprio MTST. Muitos estavam bem vestidos e não demonstravam estar em situação de pobreza. 
 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Professora deise 05/11/2017 19:14

    Por que não fazem nas outras e só em áreas da pref?

    Vergonha, cheio de drogas crianças abandonadas fora da escola ninguém faz nada. Roubo de energia e água. Da minha casa eu fico sem água e eles com. Absurdo

  2. jose lima 10/04/2017 19:57

    fui enganado

    pensei que o alberton e edmilson fosse políticos sérios, com dignidade, coerência e consciência politica... que decepção... e olha que não sou petista...

  3. Claudemir 10/04/2017 10:48

    Vagabundos

    Esses vagabundo denominados MST ou MTST devem tomar vergonha na cara, incentivados pelo partido da pilantragem PT ficam invadindo(roubando) terras alheias, parabéns a GCM mais uma vez, vão trabalhar se quiserem terrenos bando de vagabundos.

  4. a. silva 10/04/2017 06:06

    Se tivessemos...

    Por hora foram embora, mas se tivéssemos autoridades realmente engajadas na lei e na ordem, no mínimo teríamos um inquérito, julgamento e condenação por formação de quadrilha, incitação ao crime e muito mais.

  5. Ricardo 10/04/2017 00:54

    Cambada de vagabundos

    Como é que é possivel que um politico e um partido ou mais apoiem uma invasão ! Usurpando ilegalmente direitos alheios. Entao todos os restantes que trabalham, ou procuram trabalho, se esforçam, pagam impostos, e pagam pelo seu terreno, casa são ótarios ? Belo exemplo ! Um pau nas costas de cada u

Insira um comentário