Guarulhosweb
   

Ação de Cidadania leva serviços e mostra ao CEU Parque São Miguel

Redação Guarulhosweb    12/04/2017 08:32

 

A 1a. Ação de Cidadania - Guarulhos Sem Fronteiras,  realizado no domingo, 9,  reuniu centenas de pessoas no CEU São Miguel,  para discutir estratégias e soluções para as políticas migratórias na cidade e ainda  ofereceu à população serviços nas áreas de regularização de documentos, orientações sobre refúgio, combate ao trabalho escravo e tráfico de pessoas. O evento foi promovido pela Prefeitura de Guarulhos, por meio da Coordenadoria de Igualdade Racial e contou com a presença do vice-prefeito e Secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Alexandre Zeitune.
 
 Zeitune participou de uma roda de conversa e afirmou que o evento foi uma sinalização  da vontade do governo de diminuir a dívida histórica com os imigrantes no nosso país. “A nossa política é de qualidade de vida, de direitos humanos, de igualdade, porém não vamos primar por ilegalidades. Queremos incluir a todos por meio de um sistema amplo, em blocos, como realizado neste evento, para de fato construirmos cidadania e uma sociedade inclusiva”.
 
“Somos Todos Imigrantes”
 
Expor as diversidades culturais e modo de vida da população. Fomentar a inclusão, eliminando ou diminuindo estigmas que levam ao racismo, à discriminação étnico-racial e à xenofobia. Com 18 retratos impactantes, a mostra "Somos Todos Imigrantes", do fotógrafo Chico Max, também foi um dos destaques do evento.
 
 “Estamos muito felizes por poder realizar essa ação ampla de cidadania, a primeira para o público imigrante da história de Guarulhos”, disse Anderson Guimarães, coordenador de Políticas para Igualdade Racial.
 
Para Dalila Figueiredo, presidente da Associação de Defesa da Mulher-Asbrad, a ação revela um passo importante para a elaboração de políticas migratórias permanentes na cidade. “Nesse evento a população pode se informar e acessar os seus direitos, além de entender que tem direito ao refúgio, ao visto humanitário e a abrigo, de acordo com acordos internacionais dos quais o Brasil é signatário. Essa questão deve ser tratada com muito cuidado e zelo, principalmente porque em nosso país, os migrantes têm os mesmo direitos que nós, brasileiros”.
 
A proposta destacou também atividades como roda de conversa sobre as políticas de imigração, intervenção teatral que refletiu questões como a discriminação étnico-racial, apresentações da contadora de histórias Wânia Karolis e o do Grupo de Ginástica Acrobática – GIGGA.
A ação “Guarulhos sem Fronteiras” contou com parceria das secretarias de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Saúde, Desenvolvimento e Assistência Social, Associação de Defesa da Mulher-Asbrad, CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Migrante), Cáritas Arquidiocesana de São Paulo e ONG Missão Paz.
 
Serviço:
Exposição "Somos Todos Imigrantes"
CEU Parque São Miguel - Até 12 de abril
Informações:  2408-5597 ou 2409-6843 (Coordenadoria da Igualdade Racial)
 
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário