Guarulhosweb
   

Djokovic leva susto, mas bate espanhol e avança no Masters 1000 de Montecarlo

Redação Guarulhosweb    20/04/2017 15:25

 


Em uma quarta-feira repleta de surpresas no Masters 1000 de Montecarlo, o sérvio Novak Djokovic sofreu e chegou a levar sustos, mas espantou a zebra ao vencer o espanhol Pablo Carreno Busta, 19.º do ranking da ATP. Em quase duas horas e meia de partida, o cabeça de chave número 2 levou a melhor por 2 sets a 1, com parciais de 6/2, 4/6 e 6/4.

Como na estreia, Djokovic sofreu mais do que o esperado e precisou de três sets para eliminar seu adversário. Na primeira rodada, ele já havia contado com uma arrancada na reta final para eliminar o francês Gilles Simon, número 32 do mundo, com parciais de 6/3, 3/6 e 7/5.

Nesta quarta, o favorito até começou melhor e fechou o primeiro set com facilidade, mas teve muitos problemas no saque na segunda parcial, sofreu três quebras e viu Carreno Busta igualar. No desempate, viu o jogo correr igual até o décimo game, quando conseguiu a quebra necessária para vencer.

Longe de seu melhor momento no circuito, Djokovic busca apenas seu segundo título em 2017. Campeão em Doha, logo na primeira competição que disputou no ano, o sérvio sequer chegou a uma semifinal de lá para cá, tendo as quartas em Acapulco como melhor resultado desde fevereiro.

Apesar de ser o segundo favorito em Montecarlo, Djokovic viu a chave se abrir para ele e desponta como maior candidato ao título após as eliminações nesta quarta do britânico Andy Murray, para o espanhol Albert Ramos Viñolas, e do suíço Stan Wawrinka, para o uruguaio Pablo Cuevas.

Mas para seguir na briga em Montecarlo, Djokovic terá que passar por outro cabeça de chave. Nas quartas de final, ele vai encarar o belga David Goffin, décimo favorito, que nesta quarta-feira surpreendeu o austríaco Dominic Thiem, sexto cabeça de chave, ao vencer por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/4), 4/6 e 6/3.

Em outra partida desta quarta, o argentino Diego Schwartzmann também se garantiu nas quartas de final. Número 41 do mundo, ele não tomou conhecimento do alemão Jan-Lennard Struff ao vencer por 2 sets a 0, com direito a "pneu" e parciais de 6/3 e 6/0. Agora, ele terá a difícil tarefa de encarar o espanhol Rafael Nadal, nove vezes campeão em Montecarlo e número 7 do ranking.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário