Guarulhosweb
   

Coworking familiar: um lugar onde é possível trabalhar e acompanhar o crescimento dos filhos

Amanda Pinson    24/04/2017 16:57

 

Saiba como funciona, onde é possível encontrar no Brasil e conheça a história da Casa de Viver, o primeiro modelo de economia colaborativa familiar do país
 
A definição de coworking se resume a um escritório compartilhado onde várias empresas e profissionais liberais usam o mesmo espaço como local de trabalho. O modelo, apesar de bastante difundido no Brasil, ainda não é tão conhecido como pensamos. Já a definição de coworking familiar é a quase a mesma de um tradicional, mas com um “plus”, que é oferecer a opção de levar os filhos junto para o trabalho. Ou seja, você pode ir para o escritório trabalhar e ainda levar o seu filho consigo. Chegando lá, você trabalha tranquila e seu filho fica aos cuidados de profissionais especializados.
 
Hoje é a minha estreia aqui na coluna de Universo Infantil para o Guarulhos Web. Sou Amanda Pinson, jornalista e produtora de conteúdo no blog Nossa Festa Infantil, fotógrafa de família e infantil e quero compartilhar com você ideias inspiradoras para ajudar na sua vida com seus filhos, seja na educação, nos cuidados, nas brincadeiras educativas e até mesmo nas festas que você ainda fará para eles. Quero trazer um mundo de novidades e sugestões e aceito sugestões. Toda ideia é bem vinda. Vamos fazer isso juntos?

Coworking Familiar - Casa de Viver - Fotos- Amanda Pinson-15.jpg

Foto: Amanda Pinson

 

Voltando para o nosso tema, que é novidade no Brasil (ainda mais quando colocamos o termo familiar no conceito), a ideia do coworking é uma economia colaborativa e participativa, para quem quer e precisa economizar e fazer networking. Acrescentando o “familiar”, muitos confundem com creche, mas não é isso. Estamos falando de um espaço de trabalho em que você pode levar seus filhos, mas é necessário que você também use o espaço.

 


Coworking Familiar - Casa de Viver - Fotos- Amanda Pinson-10.jpg

Foto: Amanda Pinson


A Casa de Viver, localizada no bairro da Vila Mariana, em São Paulo, é o primeiro coworking familiar que surgiu no Brasil, além desse, contamos com mais três; em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, nenhum em Guarulhos, ainda.
 
Você deve estar pensando, será que isso funciona? É possível conseguir trabalhar e ver meus filhos praticamente no mesmo espaço e ao mesmo tempo? Sim, de acordo com as mães que usam o espaço da Casa de Viver é, sim.
 
Para muitas mães, a fase mais difícil é voltar aos seus trabalhos após a licença e não conseguir acompanhar o crescimento dos filhos de perto, como os primeiros passos, o desfralde, as primeiras palavras.
 
Experiência de uma mãe que usa o espaço
 
Para a publicitária e representante comercial Jaqueline Souza, mãe do Arthur e residente do Grande ABC, “todo esforço vale a pena porque eu sei que ele está ali e a qualquer momento eu posso vê-lo”. Jaqueline nunca teve a opção de deixar seu filho com a mãe ou algum parente, e antes de descobrir o coworking, deixava seu pequeno em uma escolinha, porém a experiência não foi positiva. Jaqueline já se locomovia de transporte público e tinha que deixar o filho na escola, ir trabalhar, pegá-lo no fim da tarde e ainda voltar de São Paulo para o ABC, todo esse trajeto com ele nos braços.
 
Jaqueline afirma que é um privilégio poder trabalhar no mesmo local em que o filho está, “eu consigo acompanhar ele: ahh, viu uma borboletinha, sorriu com uma flor, deu o primeiro passinho, eu estou ali acompanhando; e não foi a tia da escola que ouviu o primeiro mamãe, fui eu que escutei (risos). São coisas que, apesar do esforço que a gente faz, são compensadoras.”   
 
Mas e o custo?
 
Os pacotes variam de acordo com a quantidade de dias em que o espaço é utilizado. Não há acréscimo para os filhos. No caso da Casa de Viver, os valores variam entre R$ 576,00 a R$ 1590,00. Nesse valor está inclusa a vaga da mãe ou pai, dos filhos, espaço com mesa e cadeira, internet, cozinha, um espaço para as crianças brincarem com lugar para os cochilos, profissionais especializados para cuidar das crianças, salas de reunião e espaço para palestras e networking.
 
Confira a entrevista que fizemos com a sócia fundadora da Casa de Viver, Carina Borrego, em que ela conta em mais detalhes de como funciona esse novo conceito no Brasil de Coworking Familiar.

Guarulhosweb TV

 

Amanda Pinson é jornalista e apaixonada por crianças, por esse motivo tornou-se fotógrafa de família e infantil e criou o blog Nossa Festa Infantil para compartilhar o melhor das festas infantis, programação para crianças e muitos DIY (do it yourself - faça você mesmo) e tutoriais em seu canal do Youtube (https://www.youtube.com/c/nossafestainfantil).

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário