Guarulhosweb
   

Vereadores se reúnem com representantes do MTST e ex-comissionados

Redação Guarulhosweb    08/06/2017 19:43

 

A 34ª Sessão Ordinária de 2017, realizada na tarde desta quinta-feira (08), foi paralisada por volta das 15h devido a protestos realizados por representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e por ex-servidores comissionados da Prefeitura de Guarulhos.  
 
O presidente da Câmara, vereador Eduardo Soltur (PSD) paralisou a sessão e recebeu, em conjunto com vereadores da base do governo e da oposição, uma comissão com representantes dos manifestantes, que apresentaram suas demandas em uma reunião.
 
Os integrantes do MTST representavam um grupo que ocupou, há cinco dias, um terreno de cerca de 50 mil m² entre o Jardim Centenário e a Vila Alzira (região Pimentas). Eles desejam a suspensão de uma reintegração de posse determinada pela Justiça, a transformação da área em uma Zona Especial de Interesse Social para habitação e a inclusão dos participantes da ocupação no cadastro do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal.
 
O vereador Edmilson Souza (PT) defendeu que a Câmara Municipal seja uma intermediária entre a população e as demais instâncias do poder público, de forma a encontrar a melhor solução possível para essa questão. O líder do governo na Câmara, vereador Eduardo Carneiro (PSB) conseguiu contato com a Secretaria de Habitação do município, que concordou em receber os manifestantes para uma reunião a ser realizada ainda nesta quinta-feira, buscando alguma alternativa conjunta. Após esse acordo e o compromisso dos vereadores de acompanhar o desenrolar do caso, os manifestantes se retiraram da Câmara e a sessão foi retomada.
 
Foi realizada também uma reunião para debater a situação de ex-servidores comissionados que foram demitidos no início do ano e cobram o pagamento de direitos pela rescisão de seus contratos. Vereadores da base e da oposição entraram em um acordo para se reunir com representantes dos trabalhadores, da Secretaria de Justiça e com o desembargador Sales Rossi – que havia considerado inconstitucional a lei que criou os cargos comissionados – para debater qual atitude deve ser adotada de acordo com a legislação.

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. ebeth 09/06/2017 10:15

    REUNIÃO

    DE INÚTEIS PARA DISCUTIR INUTILIDADES; VERDE OLIVA JÁ NESTES CANALHAS

Insira um comentário