Guarulhosweb
   

Padrasto mata criança de dois anos a socos

Fernanda Nunes    18/06/2017 16:29

 


Rio, 18/06/2017 - Carlos Sandro de Oliveira foi preso em flagrante pelo assassinato da enteada de dois anos, Katielen Camila de Oliveira Santana, na Baixada Fluminense. Na delegacia, na noite de sábado, 17, ele confessou o crime, alegando ter matado a criança a socos por ter se irritado com o choro dela.

Num primeiro momento, familiares acreditaram que Katielen tinha morrido por causa natural, mas começaram a suspeitar da ausência de explicações aparentes. Aos policiais, mãe e vizinhos afirmaram não ter acontecido nada estranho em casa capaz de justificar a morte da criança. Os policiais suspeitaram, então, do desaparecimento do padrasto, que passou a ser procurado e, já na delegacia, confessou o assassinato.

Segundo comunicado da Polícia Civil, no Instituto Médico Legal (IML), foram diagnosticadas fraturas de costela e hemorragia interna no corpo de Katielen. A pena pelo crime de homicídio qualificado pode chegar a 30 anos de reclusão. (Fernanda Nunes - Fernanda.nunes@estadao.com)

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Silva 19/06/2017 07:10

    Um verdadeiro animal!

    Na cadeia ele estará no meio de gente adulta, vamos ver se ele consegue dar socos mortais assim! Lá ele vai sentir o que a criança sentiu. Este animal de teta vai sentir na pele a dor de um soco. Matar uma criança desta forma, por causa de choro. Quem vai chorar e chorar muito, vai ser ele. Acorda

Insira um comentário