Guarulhosweb
   

PM é morto em Cumbica após tiroteio; suspeito também morre

Katia Russões - Do GuarulhosWeb    24/07/2017 15:56

 

João Paulo Aguiar, de 34 anos, policial militar do 44° Batalhão da PM, em Guarulhos, foi morto no sábado (22) em Cumbica, durante um encontro com um vendedor de carro. Ele e o cunhado foram baleados após o PM ser identificado. Um dos acusados morreu e um segundo suspeito permanece foragido. O caso está sendo investigado pelo Setor de Homicídios de Guarulhos.
 
Segundo informações obtidas pelo GuarulhosWeb, o PM e seu cunhado foram até a rua Antônio Gomes de Souza, após marcarem um encontro com um homem que havia anunciado um veículo em um site de vendas.
 
Na chegada ao local, dois homens, entre eles Marcos Xavier de Jesus, de 33 anos, teriam reconhecido João Paulo, como sendo um dos policiais que prestam serviço na região. Teve início um tiroteio.
 
O cunhado do PM, de 31 anos, que não teve a identidade revelada, foi atingido no rosto e nas costas. O PM teria revidado atingindo Marcos no abdômen, durante a troca de tiros ele também acabou ferido. O segundo suspeito teria fugido do local sem deixar pistas.
 
Mesmo baleado o cunhado do PM teria conseguido fugir e teria encontrado uma viatura da PM que voltou ao local e encontrou João Paulo gravemente ferido. Ele foi socorrido e encaminhado para o Hospital Geral de Guarulhos, onde não resistiu e morreu. O estado de saúde do cunhado não foi informado.
 
Segundo a polícia, o acusado, Marcos, permaneceu no local a espera de uma ambulância. Porém revoltados com a situação, parentes o levaram para o hospital, onde também não resistiu aos ferimentos e morreu.
 
O 44° BPM prestou uma homenagem ao policial em sua página nas redes sociais. Segundo informaram, João Paulo estava na corporação desde 2012 e sempre se mostrou um excelente profissional. Ele deixa esposa grávida de nove meses e um filho de três anos. 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário