Guarulhosweb
   

Mulher tentava embarcar em Guarulhos com 3 quilos de cocaína presos às pernas

Redação Guarulhosweb    04/08/2017 10:20

 

A Polícia Federal prendeu, em ações distintas, entre a tarde desta quinta-feira e madrugada de sexta, três brasileiros tentando levar drogas para o exterior no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Foram presos dois homens e uma mulher.
 
Por volta das 15h desta quinta-feira (3), uma passageira, de 32 anos de idade, que embarcaria com destino a Luanda, cidade de Angola, foi flagrada, por funcionários que atuam no setor migratório, com quatro volumes suspeitos colados, com esparadrapos, às suas pernas. Os policiais federais foram acionados e, após a realização da perícia no material confirmar que se tratava da droga cocaína, cerca de três quilos, eles deram voz de prisão à passageira.
 
Já no local onde permanecem as bagagens despachadas, pelos passageiros que fizeram o check-in, outra equipe de policiais encontrou, com a utilização do aparelho de raio-x, duas malas, pertencentes a um mesmo passageiro, com substância suspeita nas estruturas. O passageiro, de 29 anos de idade, que embarcaria com destino a Nova Zelândia e que também havia despachado uma prancha de surfe, foi localizado na sala de embarque e conduzido à delegacia para que, na presença de testemunhas, fossem feitos os exames periciais nos seus pertences. Dentro das estruturas das duas malas do passageiro foram encontrados mais de três quilos de cocaína.
 
Na madrugada desta sexta-feira, por volta das 2h, também nas esteiras de bagagens despachadas, policiais federais suspeitaram do conteúdo das malas de um passageiro que iria embarcar para Perth, na Austrália. O proprietário das malas foi localizado no interior da aeronave e conduzido à delegacia onde foi constatada, por meio dos exames periciais, a existência de quase quatro quilos de cocaína ocultos em fundos falsos de duas de suas malas. O passageiro, de 37 anos de idade, foi preso em flagrante.
 
Os presos ficarão à disposição da Justiça respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas. 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário