Guarulhosweb
   

Supremo da Venezuela ordena detenção de prefeito que não proibiu manifestações

Redação Guarulhosweb    09/08/2017 23:26

 


A Suprema Corte da Venezuela ordenou a remoção e o aprisionamento de outro prefeito da região de Caracas por não obedecer ordens de impedir manifestações em seu distrito.

David Smolansky é o quinto prefeito oposicionista a ser removido e detido em pouco mais de duas semanas, enquanto o presidente Nicolás Maduro tenta consolidar seu poder ao perseguir seus inimigos. Smolansky foi sentenciado a 15 meses de prisão.

Prefeito do distrito de El Hatillo, Smolansky foi um dos mais proeminentes líderes das manifestações contra Maduro, que deixaram pelo menos 124 pessoas mortas e centenas de feridos. Fonte: Associated Press.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário