Guarulhosweb
   

CRÔNICA DA CIDADE - Atração do buffet infantil: uma pedra de 790 milhões de anos

Valdir Sanches    28/08/2017 16:07

 

O buffet Tremelique, na rua Abraham Lincoln, esquina com Leonardo Vallardi, no centro, tem um apelido: Buffet da Pedra. O motivo salta aos olhos. No lado direito de seu pátio está uma pedra descomunal. Quem a colocou ali?


   Ninguém, naturalmente. A rocha, assim chamada em geologia, ficou visível na superfície, aflorou. Há vários motivos para uma coisa dessas acontecer. Os mais comuns são desgaste e decomposição causados pela erosão da rocha e do solo ao longo do tempo.

Pedra no buffet infantil Tremelique


   Isso se dá por ação da natureza, como chuva e deslizamentos de terra ocorridos por gravidade; ou pela mão do homem, na abertura de túneis e estradas. A superfície se desgasta lentamente, até expor as camadas internas.

A mesma pedra, por outro ângulo


   Um dado nem um pouco desprezível é que, quando vemos uma pedra dessas, estamos diante de centenas de milhões de anos. Nada demais, se considerarmos a estimativa dos cientistas de que a Terra existe há quatro e meio bilhões.


   No bairro dos Pimentas, na estrada Juscelino Kubitscheck, há outra  dessas pedras gigantes. Lá estão elas, também, em uma praça do Macedo, que tem nome sugestivo: praça das Pedras.

Geólogo Edson José de Barros, analisando rochas Pré-cambrianas em Ribeirão das Lavras, SP


   O geólogo Edson José de Barros, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, SEMA, explica que essas rochas fazem parte de um estrato subterrâneo que aflora à superfície, com estimados 790 milhões de anos.


   - Em Guarulhos, essas rochas impediram a expansão da várzea do rio Tietê, e assim evitaram a fragmentação e a erosão do solo nas rochas menos resistentes em áreas do município – diz Edson, geólogo há 27 anos.


   Entre essas áreas está o centro, “gerando as colinas suaves, onde se implantou o início da colonização de São Paulo e região”.
   Na praça da Pedra, as rochas estão distribuídas por toda sua extensão.


   - São rochas pré-históricas Pré-cambrianas, as mais antigas da Terra, sendo similares as do Bairro dos Pimentas e da rua   
Abraham Lincoln (onde está o buffet Tremelique).


   O buffet  convive com a pedra há dez anos. Ela atrai a clientela e  faz parte da decoração. Durante as festas, é iluminada com luzes coloridas, e isso agrada especialmente as crianças. A atendente Débora Kelly Monteiro conta que muitas delas pedem aos pais para fazer lá sua festa quando chegar o aniversário.  
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário