Guarulhosweb
   

Bahia vence Grêmio com gol de pênalti polêmico no último lance e respira

João Prata, especial para a AE    24/09/2017 21:16

 


Com um gol de pênalti de Rodrigão no último lance do jogo, o Bahia venceu o Grêmio por 1 a 0 neste domingo, na Fonte Nova, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado levou o time anfitrião para a 13ª posição com 30 pontos, a dois da zona de rebaixamento. A equipe gaúcha caiu para o terceiro lugar, com 43 pontos, a 11 de distância do líder Corinthians.

Os jogadores do Grêmio terminaram a partida indignados com o árbitro Luiz Flavio de Oliveira. Houve muita reclamação por conta da marcação da penalidade. Aos 48 minutos do segundo tempo Allione recebeu na área. Edílson correu para marcá-lo, mas tropeçou sozinho. Ao cair, ele derrubou o jogador do Bahia com o ombro.

A partida ficou paralisada por alguns minutos. Os atletas do Grêmio reclamavam com o juiz, pediam intervenção do quarto árbitro ou do auxiliar. Kanneman, inclusive, pedia ajuda das imagens da televisão, mas de nada adiantou. O centroavante do Bahia foi para a cobrança, marcou o gol e garantiu a importante vitória da equipe da casa na luta contra o rebaixamento.

As equipes voltam a campo no próximo final de semana. O Bahia jogará no sábado, às 16 horas, novamente na Arena Fonte Nova, contra o Coritiba, adversário direto na briga contra o rebaixamento. O Grêmio receberá o Fluminense no domingo, às 16 horas, na sua arena, em Porto Alegre.

GRÊMIO COM TIME MISTO - O Grêmio colocou um time misto após ter garantido classificação para as semifinais da Libertadores na última quarta-feira. O goleiro Marcelo Grohe, o zagueiro Pedro Geromel e os atacantes Luan e Lucas Barrios sequer viajaram para Salvador. O Bahia foi dirigido no banco de reservas pelo auxiliar Maurício Copertino, pois o treinador Preto Casagrande estava suspenso.

Em campo, as equipes fizeram um primeiro tempo bastante truncado, com muitas faltas. O Grêmio teve mais posse de bola, conseguiu controlar melhor a partida na metade inicial, mas foram do Bahia as principais chances de gol.

Mendoza logo aos cinco minutos arrancou pelo meio e bateu fraco. A bola desviou em Vinicius, que estava em posição de impedimento e quase enganou o goleiro Paulo Victor. O Grêmio não conseguia chegar ao gol do time anfitrião, apesar de ter mais posse de bola. Arroyo, que fez sua estreia como titular, se movimentava bastante, mas não era efetivo.

O Bahia teve outras duas chances em sequência. Primeiro Juninho chutou, a bola desviou em Bressan e deixou Jean batido no lance. Por sorte saiu para escanteio. Na cobrança, Edson cabeceou Paulo Victor defendeu.

O segundo tempo também foi bastante brigado e concentrado na intermediária. Os jogadores dos dois lados também não ajudavam. Erravam muitos passes e entregavam a bola de presente para o adversário.

O Bahia assustou em uma cobrança de falta de Juninho, que saiu por cima do gol. O Grêmio respondeu em lance individual de Everton, que entrou no lugar de Arroyo. Ele avançou pela esquerda, cruzou e Lucas Fonseca quase marcou contra. A bola saiu sobre o gol de Jean.

A entrada de Everton mudou o panorama da partida. Ele passou a infernizar o lateral Eduardo e o Grêmio assumiu o controle da partida. Aos 31 minutos, veio a melhor chance do time visitante. Everton cruzou da esquerda, Jael ajeitou e Patrick mandou uma bomba não travessão. No rebote, Fernandinho chutou rasteiro e Jean defendeu.

Na base da raça, o Bahia tentava atacar, mas não assustava o goleiro Paulo Victor. Até que aos 48 minutos do segundo tempo Allione recebeu passe de Régis na área. Edílson correu para marcá-lo, tropeçou sozinho, caiu e derrubou o adversário com o ombro: pênalti. Rodrigão foi para a cobrança e bateu no canto esquerdo do goleiro para garantir a vitória dos anfitriões.

FICHA TÉCNICA:
BAHIA 1 x 0 GRÊMIO

BAHIA - Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson, Juninho, Zé Rafael (Edigar Junio), Vinícius (Allione) e Mendoza; Rodrigão. Técnico: Maurício Copertino (auxiliar).

GRÊMIO - Paulo Victor; Edílson, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Arthur, Michel, Ramiro (Patrick), Arroyo (Everton) e Fernandinho (Léo Moura); Jael. Técnico: Renato Gaúcho.

GOL - Fernandão, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP).

CARTÕES AMARELOS - Mendoza, Edson, Eduardo e Lucas Fonseca (Bahia); Kannemann, Bressan, Michel, Arroyo e Jael (Grêmio).

RENDA - R$ 177.868,00.

PÚBLICO - 12.789 pagantes (13.102 presentes).

LOCAL - Fonte Nova, em Salvador (BA).

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário