Guarulhosweb
   

Show de horrores

Ernesto Zanon    10/10/2017 07:28

 

Não bastasse tudo de mal que fez por Guarulhos durante 16 anos, o PT – por meio de seus vereadores – insiste em trabalhar pela precarização da cidade. O grupo que não tem qualquer escrúpulo quando o tema é combater o Governo proporcionou um espetáculo lastimável ao longo de todas as sessões extraordinárias realizadas nesta segunda-feira. Com argumentos pífios e sem qualquer razoabilidade, tentaram em vão tumultuar os trabalhos como forma de prejudicar  o PL do Executivo, que tem o objetivo de melhorar os serviços prestados à população em espaços públicos. Foram 14 horas até a celebração da derrota petista. 
 
Mataram o português 
Os petistas, mesmo sabendo que sairiam derrotados, apresentaram 40 emendas somente para alongar os trabalhos e tentar vencer pelo cansaço. Um após outro, os parlamentares do PT usaram o tempo que tinham na Tribuna para discordar, para falar em vão, exagerar nas repetições e discursar para eles próprios. Aliás, a língua portuguesa foi ultrajada o tempo todo até por vereadores que se intitulam professores. Inclusive, uma nota divulgada pela Executiva Municipal do partido grafou a palavra “seção” com “ç”. Por aí, dá para perceber o nível. 
 
Baderneiros patrocinados
Apesar do PT ter passado vários dias convocando seus militantes para irem à Câmara para tumultuar os trabalhos durante as sessões extraordinárias, quando os baderneiros – patrocinados pelo partido e sindicatos agregados – jogaram ovos nos vereadores, os petistas se levantaram para dizer que eram contra aquele tipo de atitude. Porém, nos discursos e práticas, os parlamentares do PT incitaram os presentes a se posicionar contra quem era a favor do Governo. 
 
Destemperada
Entre tantas cenas dantescas promovidas pelos petistas, Janete Pietá protagonizou um dos espetáculos mais deprimentes, quando – ao ser contrariada – começou a berrar com o microfone ligado, depois subiu à Mesa Diretora novamente gritando e sapateando. Apesar do som da TV Câmara ter sido bloqueado, ela não parava de falar. Mais tarde, disse que nada a tiraria do sério e que muitos colegas estavam nervosos porque estariam com fome. Garantiu ainda que poderia ficar até três dias sem comer, em jejum absoluto. 
 
Sem fome
Já a militância convocada pelo PT não passou fome. Os manifestantes “espontâneos” foram abastecidos com lanches para que não arredassem os pés das galerias da Câmara Municipal. Apesar da gritaria e falta de educação, já que não devem ter o que fazer, passaram o dia todo fazendo a única coisa que lhes resta: protestar entre um petisco e outro. 
 
Nova mudança
Miguel Calderaro não irá assumir mais assumir o cargo de secretário municipal de Assistência Social como foi anunciado no último dia 29 no lugar de Arão dos Santos Silva, que deixou a pasta. Segundo o prefeito Guti, ele não foi liberado pelo Governo do Estado onde ocupa uma importante posição. Em seu lugar deverá assumir um funcionário público da própria pasta. 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

18/10 08:39
Golpe sindical
17/10 07:30
Almeida correu
11/10 06:36
Ressaca
06/10 07:08
Vai conforme a maré
05/10 07:24
Pagando dívidas
04/10 06:30
Novos ares