Guarulhosweb
   

Saae Guarulhos coleciona histórias de pioneirismo em seus 50 anos

Redação Guarulhosweb    10/10/2017 15:45

 

Criado antes mesmo que a Sabesp, o SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto) Guarulhos é uma das mais antigas autarquias de água e esgoto do Brasil. Trata-se, também, de uma empresa pioneira em sua área, influenciando diretamente outras do mesmo ramo. Ao longos dos 50 anos de história, comemorados neste 2017, há diversas inovações criadas por funcionários e diretores da autarquia guarulhense. 
 
 Até 1992, todos os reservatórios de água do Brasil eram de concreto. O primeiro de aço foi encomendado pelo SAAE para ser instalado no Jardim Lenize, com capacidade de 500 m³, seguido por outro no mesmo bairro de capacidade equivalente e um terceiro no Parque Cecap, com 10 mil m³. Para essas obras o SAAE procurou empresas especializadas que obedeciam a normas da indústria de petróleo americana. “A diretoria da Sabesp veio a Guarulhos saber se eles realmente eram bons. Pouco tempo depois mandaram construir um”, afirma o atual superintendente-adjunto do SAAE, Plínio Tomaz, à frente do projeto em 1992. “Servimos de exemplo à Sabesp em diversas áreas”, conta.
 
É o caso dos hidrômetros individualizados em apartamentos. Até 1974 os condomínios tinham apenas um hidrômetro e cada condômino pagava pela média do consumo geral, o que poderia gerar distorções e permitir o desperdício de água. Guarulhos foi a primeira cidade do Brasil a implantar os hidrômetros individuais, em 2.880 apartamento no Parque Cecap. Vinte anos depois foi aprovada uma lei na cidade obrigando a usar a medição individual. Hoje isso acontece em todo o Brasil.
 
Guarulhos foi também a primeira cidade do país a usar tubos de PVC na rede de esgoto, a partir de 1989. Entre as vantagens desse material estão a necessidade de se fazer valas menos profundas, o que economiza dinheiro, e o aumento de vazão, já que o PVC possui baixa rugosidade e “segura” menos o esgoto. Além disso, as manilhas (peças para unir a tubulação) de PVC quebram menos que as antigas de barro, o que causa menos vazamentos. 
 
Dezessete anos antes, em 1972, o SAAE Guarulhos foi pioneiro na utilização de tubos de PEAD (polietileno de alta densidade) em ligações de água. Da mesma forma que os de PVC, ele conduz mais rapidamente a água, o que aumenta sua vazão. “O sucesso da iniciativa deixou a cidade mais conhecida no Brasil”, lembra Tomaz.
 
Em 1968, apenas um ano depois de sua criação, o SAAE construiu um túnel liner de 80 metros de comprimento com o objetivo de transportar e dar destinação ao esgoto produzido na região central de Guarulhos. Ele passava por baixo da rodovia Presidente Dutra e o receio à época era que a estrada afundasse, tanto que foram realizadas três licitações, já que as empresas tinham medo de assumir a obra. A Dutra não afundou e pouco tempo depois a Sabesp incorporou mais uma iniciativa do Saae, a primeira do tipo em território nacional.
 
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário