Guarulhosweb
   

Determinação e resiliência são ingredientes para vencer dificuldades e desafios

Por Edna Pinson    11/10/2017 16:52

 

 “Sim, Você Pode” é o nome do debate que reuniu quatro mulheres empreendedoras, cada uma com uma história de vida que é um testemunho de resiliência, força, foco, fé na vida e determinação. É também o nome do livro de uma delas – da psicóloga Janete Schulz. Na obra ela trata da mulher moderna multifunções e da necessidade de equilibrar todos os seus papeis. Ela explica um pouco de sua trajetória, como atingiu as metas enfrentando os desafios sempre com o seu companheiro e marido como aliado.
 
O tema foi explorado na III Convenção Mulheres Que Decidem, realizado em agosto, pela Rede Mulheres Que Decidem, em São Paulo.
As histórias se diferem no enredo, mas se assimilam na essência. A coach em casamento e família Natalie Pinheiro, assim como Janete, fez do limão uma limonada. Ela entrou no debate dizendo que fez o que não passa pela cabeça da grande maioria das mulheres fazer – ela  casou-se duas vezes com o mesmo marido. E experiência da separação e do segundo casamento do casal ela transformou em conteúdo para ajudar outras mulheres e casais a superarem as crises do casamento. O projeto de Natalie é a Restauração do Casamento, mas o que ela trouxe para as empreendedoras que a ouviam é que todas as dificuldades são transponíveis desde que se encontre o equilíbrio entre ser, ter e fazer e que a felicidade seja sempre a meta.
 
Natalie é autora do ebook Seja Amada e Reconhecida pelo seu Marido, que já tem 12 mil downloads.
 
Esclerosada ou múltipla
Cristiane Ferreira também é uma mulher moderna e multifunções, entre tantas tarefas exerce a de docente na FGV (Fundação Getúlio Vargas) e coach. Em 2009, em plena atividade profissional foi diagnosticada com esclerose múltipla –  doença neurológica, crônica e autoimune que provoca lesões cerebrais e/ou medulares que pode levar a perda de movimentos.
 
Era momento de crise e tensão. Naquele ano e no ano seguinte ela teve surtos que a tiraram das suas atividades e foi durante essas crises, quando ficou internada e se deparou com a necessidade de se medicar com substâncias fortes que decidiu que ela é que teria controle sobre a doença e não a doença sobre ela. “Entre ser múltipla ou esclerosada, decidi ser múltipla”, diz. Desde então, não apresentou mais qualquer sinal da doença, mesmo não usando os medicamentos.
 
Esse resultado exigiu dela mudanças profundas de atitudes, hábitos, padrões de pensamentos e sentimentos. Ela conta que só um “profundo exercício de autoconhecimento” para controlar emoções e evitar o estresse que era um dos gatilhos para novas crises pode ajudá-la.
Já fazia Yoga, mas passou a fazer exercícios físicos mais pesados a fim de fortalecer os músculos, mudou radicalmente a alimentação. E fortalece a sua espiritualidade praticando meditação e gratidão por tudo o que ela vive.
 
Ela cita os filhos como pessoas muito boas, cuja formação e cuidados são parte de sua missão. “Minha primeira missão é devolver meus filhos para o mundo, para a sociedade, como pessoas de bem”, acredita. Ser professora e por intermédio desse ofício dar exemplos é mais uma oportunidade de realizar sua missão, acredita. Mas nada disso é possível, diz Cristiane, se não houver autoamor. “É importante amar a si.”
 
Assista a um dos vídeos de Cristiane Ferreira:
https://www.youtube.com/watch?v=1q2L5QKVCgk
______________
Edna Pinson é jornalista com pós-graduação em Política e Relações Internacionais e especialização em Realidade Brasileira e Coolhunting Reconhecimento de Padrões e Estratégias. É criadora e editora de conteúdo do site de conteúdo feminino mulherreal.com 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário