Guarulhosweb
   

Em campanha explícita, Lula fala para militantes do PT no Centro

Redação Guarulhosweb    16/10/2017 21:18

 

Diversos políticos do PT e aliados de Guarulhos e de outras cidades, incluindo o ex-senador Eduardo Suplicy e o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, fizeram uma série de discursos em que deixaram clara a antecipação da campanha eleitoral para presidente, durante o comício do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nesta segunda-feira, no Centro de Guarulhos. Por diversas vezes, eles enalteceram o clima de campanha, citando que o líder, condenado a nove anos e meio de prisão, deverá ser o presidente do Brasil nas eleições de 2018. O próprio Lula afirmou ser candidato. “Eles que se cuidem. Em 2018, eu estou preparado”. 
 
Já passava das 20h40 quando Lula, que chegou ao palanque por volta das 19h30, começou a discursar. O clima eleitoral antecipado tentou enaltecer feitos do ex-presidente, sempre tratando a derrota que o partido teve nas urnas no ano passado e a queda por impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foram fruto de um golpe. Petistas locais tentaram dar a impressão que a cidade, que governaram por 16 anos e entregaram com dívidas próximas a R$ 7,5 bilhões e problemas das mais diversas espécies, encontra-se parada. 
 
Até o deputado estadual Alencar Santana (PT), que desapareceu do cenário político após perder as prévias do partido e naõ conseguiu ser o candidato do partido a prefeito no ano passado, reapareceu e fez um discurso inflamado, atacando o governador Geraldo Alckmin (PSDB), durante a maior parte de sua fala. 
 
Lula, em seu discurso, lembrou que o PT elegeu os prefeitos Eloi Pietá e Sebastião Almeida em quatro eleições seguidas. Mas logo depois criticou veementemente o ex-prefeito que deixou o partido ao final do seu mandato no início deste ano. “O povo não gosta de quem muda de partido. Quem é PT deve ser PT sempre. Mas o Almeida abandonou o barco”. 
 
O ex-presidente falou de obras que ele trouxe para Guarulhos durante sua gestão como presidente, enaltecendo a inauguração do Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso. “Que eu vim inaugurar”. Ele só não disse que o equipamento nunca ficou pronto, já que até hoje tem pelo menos dois andares inacabados e atende com menos da metade de sua capacidade. Em seguida, começou a falar sobre programas federais, vários deles que serviram como base para os escândalos que desencadearam a Operação Lava Jato, em que ele foi condenado a nove anos e meio de prisão.  
 
No final do discurso, de quase meia hora, Lula deixou claro que, se não for impedido pela Justiça (ele não poderá concorrer se for condenado em segunda instância), será candidato a presidente em 2018. “Eles que se preparem porque o Lula vem forte”. 
 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Anônimo 17/10/2017 17:14

    FAXINA POLITICA

    Esses petralhas verão o que acontecerá nas eleições em 2018!!!!! FAXINÃO NELES!!!!

  2. Jailson Ferraz 17/10/2017 08:30

    Crime, tem que ser preso

    Até onde sei, fazer campanha antes de determinada data é crime, este cara não respeita a lei e isto é uma prova. só que estamos na republica dos bananas e este bandido fica solto.

Insira um comentário