Guarulhosweb
   

Manchester City bate Napoli e mantém ponta; Bernard faz 2 em vitória do Shakhtar

Redação Guarulhosweb    17/10/2017 18:58

 


Parecia que seria um massacre, com direito a dois gols - um deles do atacante brasileiro Gabriel Jesus - em apenas 13 minutos e expectativa de mais pelo volume de jogo mostrado em campo. Assim o Manchester City começou o duelo contra o Napoli, nesta terça-feira, no Etihad Stadium, em Manchester, mas o clube inglês diminuiu o ritmo, permitiu uma reação dos italianos e se segurou para vencer por 2 a 1, mantendo a liderança isolada do Grupo F da Liga dos Campeões da Europa.

Com nove pontos em três rodadas, o Manchester City segue com 100% de aproveitamento e jogou o Napoli para a terceira colocação, com apenas três. O segundo colocado é o Shakhtar Donetsk, que chegou a seis ao derrotar de virada o lanterna Feyenoord, sem pontuar, por 2 a 1, em Roterdã, na Holanda. O atacante Bernard, ex-Atlético Mineiro, foi o autor dos dois gols do clube da Ucrânia. Para as oitavas de final passam os dois primeiros e o terceiro vai para a Liga Europa.

A quarta rodada do Grupo F será disputada no dia 1.º de novembro e terá os duelos invertidos. Na Itália, o Napoli enfrentará o Manchester City e terá obrigatoriamente que ganhar no estádio San Paolo, em Nápoles, para seguir sonhando com a classificação. Isso porque o Shakhtar Donetsk jogará contra o Feyenoord como franco favorito na Ucrânia.

Em Manchester, o time da casa mostrou as razões de ser o melhor clube da Inglaterra, e um dos melhores na Europa, na atualidade. Com bom toque de bola, bem ao estilo de seu técnico Pep Guardiola, o Manchester City envolveu o Napoli, que tem as mesmas características de jogo sob o comando de Maurizio Sarri. Nos primeiros 20 minutos, os italianos não viram a cor da bola e se livraram de sofrer mais do que os dois gols feitos pelos ingleses.

A abertura do placar aconteceu aos nove minutos. Em jogada pela esquerda, Kyle Walker chegou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. O chute de Gabriel Jesus foi bloqueado, mas a sobra ficou com Sterling na grande área, que tocou para as redes. Pouco depois, aos 13, o Manchester City envolveu a zaga do Napoli pela direita e o belga Kevin de Bruyne, livre, tocou rasteiro para o atacante brasileiro completar para o gol vazio.

A pressão dos donos da casa não parou por aí. Ainda tiveram mais duas oportunidades de gol, mas na primeira o zagueiro senegalês Koulibaly tirou em cima da linha e na segunda a bola explodiu no travessão da meta do espanhol Pep Reina em chute de Kevin de Bruyne.

Só a partir daí, aos 20 minutos, que o Napoli conseguiu respirar e criar algumas jogadas ainda no primeiro tempo. Teve uma grande chance aos 38, mas o atacante belga Dries Mertens não aproveitou um pênalti sofrido pelo zagueiro Raul Albiol. O chute rasteiro, no meio do gol, foi defendido com os pés pelo brasileiro Ederson, reserva da seleção brasileira do técnico Tite.

Na segunda etapa, o Napoli voltou do vestiário mais calmo e equilibrou as ações. Teve mais posse de bola e tentou imprimir o seu estilo de jogo de toque de bola rápido. Em uma jogada individual do lateral-esquerdo Ghoulam, mais um pênalti foi marcado e desta vez o gol saiu, aos 28 minutos, com o volante Diawara. A pressão italiana continuou, mas nada que assustasse Ederson.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário