Guarulhosweb
   

Em represália por morte de jovem por PM, bandidos queimam ônibus no Pimentas

Redação Guarulhosweb    20/10/2017 21:02

 

A morte de Wanderson Sousa, na última quarta-feira, por um policial militar que o perseguiu após assalto a um carro e ao atropelamento de um outro PM durante a fuga, fez com que bandidos, em represália contra a ação, queimassem um ônibus no km 28 da Rodovia Ayrton Senna, em Guarulhos. no final da noite desta quinta-feira (19). 
 
Três criminosos armados, que haviam embarcado no ônibus, ordenaram que o motorista parasse o veículo quando passava pelo bairro dos Pimentas. O veículo ficou atravessado na pista sentido São Paulo. A morte de Wanderson ocorreu na rua Antônio Tatsukiko Babá, próximo à rodovia. 
 
O trio pediu que o motorista, o cobrador e os passageiros descessem do ônibus. Em seguida, espalharam combustível pelo veículo e atearam fogo.De acordo com  o motorista, os criminosos disseram que o ataque era uma represália contra a morte de uma rapaz ocorrida durante uma abordagem da Polícia Militar em Guarulhos.
 
A morte de Wanderson foi gravada por um aparelho celular. Nas imagens, o policial está ajoelhado ao lado corpo de Wanderson que está deitado na calçada. O PM faz força para segurar os braços do rapaz que se debate. Um outro homem de camisa verde ajuda o policial a conter o jovem.
 
Em seguida se ouve um estampido. O PM se levanta com a arma na mão e o homem de camisa verde também se ergue e entra em uma pick-up que estava estacionada ao lado da cena do crime. O policial então caminha até o meio da rua. Wanderson Sousa, gemendo, consegue ficar de pé e atravessa a rua cambaleando, quando cai no meio fio, aparentemente já sem vida.
 
O resgate foi chamado, mas Wanderson Sousa chegou morto ao hospital Santa Marcelina, no Itaim Paulista, zona leste da capital paulista. Para a mulher de Wanderson, o vídeo deixa claro que o marido foi executado quando estava imobilizado no chão pelo PM e o outro homem.
De acordo com a comunicação social da PM, Wanderson teria roubado um veículo e feito o proprietário refém por volta das 10h20 de quarta-feira. Durante uma perseguição policial, ele teria atropelado uma pessoa que dirigia uma moto e, após o acidente, teria trocado tiros com policiais, quando foi baleado.
 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. Cicero 23/10/2017 11:04

    Tá e ai? Ressuscitou o morto por acaso? Tirou um ônibus de circulação e quem se fode é a população. Por que depois quem paga esse ônibus é a própria população com os aumentos das tarifas

Insira um comentário