Guarulhosweb
   

Tirando da reta

Ernesto Zanon    25/10/2017 07:14

 

O vereador Edmilson Souza (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal nesta terça-feira para pedir a união da Casa, com o objetivo de reverter uma decisão judicial que prevê a retirada de milhares de famílias de áreas risco, a pedido do Ministério Público. De forma alarmista, ele afirmou que os parlamentares têm a obrigação de defender essa população que, ao longo dos últimos anos, ocuparam áreas de terceiros. O petista, como sempre, em momento algum, lembrou que muitas dessas invasões, se não foram patrocinadas por grupos ligados a seu partido, acabaram se beneficiando da vista grossa feita pelos dois últimos prefeitos, que comandaram Guarulhos por 16 anos. 
 
Persiste no erro
Aliás, o próprio Edmilson Souza, já na gestão do prefeito Guti, apareceu ao lado de invasores em mais de uma oportunidade, colocando-se com defensor implacável de grupos de sem-terra. Ou seja, ele ajuda a invadir e agora pede a complacência dos demais colegas para evitar a desocupação. Infelizmente, como verdadeiros objetos desse jogo político sujo, existe uma população que é levada às ocupações por esse tipo de irresponsável. 
 
O tamanho do estrago
A decisão judicial deve afetar 3.100 famílias no Jardim Fortaleza, 1.160 no Jardim Ipanema, 1.750 na Viela Caracol, 120 em Cumbica, 565 na rua Hungria no Monte Carmelo, 1.800 famílias na rua Maria Paula Mota no Jardim Presidente Dutra, 1.060 no Mikail, 1.500 na Cidade Seródio, 400 na Vila Augusta, 1.300 no Santos Dumont, 1.225 no Bananal e 3.600 famílias no Alvorada. “É impraticável arrumar alojamento para todas essas pessoas”, discurso, sem lembrar que boa parte deles foram levados às invasões por políticos inescrupulosos. 
 
Homem de palavra
O ex-prefeito Eloi Pietá (PT) garantiu, em entrevista ao programa Radar de Notícias, na tarde da última segunda-feira, que não pretende ser candidato a deputado no ano que vem de jeito nenhum. Admitiu ser um perdedor, já que não chegou ao segundo turno em 2016, quando disputou a Prefeitura depois de garantir de pés juntos que não sairia candidato a prefeito. Como já demonstrou não ter palavra, que ninguém se espante se ele não for em busca de uma vaga na Câmara Federal ou Assembleia Legislativa em 2018. 
 
Reclamam de tudo
Sobre o pífio projeto do Viaduto Cidade de Guarulhos, cuja obra custou o triplo do orçado em sua segunda gestão, Pietá defendeu a obra e criticou quem não se conforma com o fato de não haver passagem sobre a Monteiro Lobato ou acessos para quem vem pela Dutra, no sentido de São Paulo. “O povo gosta de reclamar de tudo. Eu fiz do jeito que deu para fazer”. 
 
Triplo do preço
O ex-prefeito derrotado nas urnas só não explicou que o valor que gastou (R$ 100 milhões para uma obra orçada em R$ 34 milhões) seria suficiente para fazer a obra completa e ainda admitiu a própria incapacidade, ao alegar que o problema são os semáforos na marginal da Dutra, em virtude de haver duas passarelas nas proximidades. Afinal, o projeto “genial” não levou esse “detalhe” em consideração. 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

22/11 07:38
Decisão acertada
14/11 07:28
Na Catalunha
13/11 08:14
Rede de instabilidade