Guarulhosweb
   

Peterson aponta erro de Zeitune e reitera que não isentou IPTU de área

Katia Russões - Do GuarulhosWeb    10/11/2017 17:05

 

Diante de falsas informações divulgadas pelo vice-prefeito Alexandre Zeitune (Rede), que não semana passada acusou o secretário da Fazenda, Peterson Ruan, de isentar de pagamento de IPTU uma área de propriedade da família do ex-secretário de Saúde, Roberto Lago, a Prefeitura convocou uma entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira para esclarecer o caso para que não pairem dúvidas em relação ao tratamento lícito dado ao processo. 
 
Diferente do que o vice alardeou de forma equivocada, não houve qualquer isenção de cobrança. Na verdade, Peterson, na posição de secretário, determinou – contrariando uma decisão da junta fazendária – que o proprietário da área pagasse os impostos atrasados, desde 2012, já que os valores em atraso prescreveram. “Eu não isentei. Eu decidi contrariamente à decisão da junta. Deixar bem claro para a população de Guarulhos que contrariei a decisão da junta que havia isentado o pagamento”.   
 
A área pertencente à família tem cerca de 135 mil metros quadrados e hoje devem em IPTU entre R$ 800 mil a R$ 1 milhão, um valor bem diferente daquele citado por seguidores de Zeitune, que chegaram a espalhar que Guarulhos estaria perdendo R$ 1 bilhão. “Para um munícipe dever isso em IPTU, ele teria que ser proprietário de pelo menos metade do território de Guarulhos”, citou. 
 
"Eu sou muito sereno para avaliar a questão técnica e conjuntura política. Repito ele (Zeitune) não está talvez sabendo nem o que está fazendo, não interpretou e nem verificou que eu fui contra a junta recursal, afirmou o secretário. Segundo Perterson, o vice não teria avaliado o processo com clareza e poderia agora avaliar o processo sem ressentimento ou mágoas.
 
Peteson revelou ainda que “uma comissão de advogados deve abrir um processo de apuração de responsabilidade, para apurar de que forma o processo passou a ser divulgado através das redes sociais e o que será feito com relação à denúncia do vice-prefeito”. Ele citou que “depois que um travesseiro de pena jogado ao vento, recolher pena a pena é muito difícil. As medidas serão tomadas”. Ainda sobre Zeitune, afirmou que ele estaria usando pessoas do meio jornalístico para tratar do assunto com mais amplitude e o assunto chegar a mais gente. “Vou deixar a cargo de meus advogados para tratar disso. É algo muito sério e muito grave até mesmo para o município”. 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário