Guarulhosweb
   

Rebeldes do Iêmen negam que míssil lançado contra a Arábia Saudita seja iraniano

Redação Guarulhosweb    12/11/2017 21:06

 


Rebeldes houthis rejeitaram a acusação dos Estados Unidos de que o míssil lançado do Iêmen para a Arábia Saudita, no começo do mês, tenha sido fabricado no Irã.

Aziz Rashed, porta-voz das forças rebeldes aliadas do Iêmen, disse que o míssil interceptado por sauditas próximo à capital, Riad, era de fabricação iemenita. Jpa os americanos dizem que os restos do míssil balístico carregavam marcas iranianas.

Rashed acrescentou, no entanto, que se os rebeldes puderem obter "armas estratégicas de qualquer país, não hesitariam em nenhum momento".

Uma coalizão liderada pelos sauditas - e apoiada por Washington - entrou em guerra contra os rebeldes, ao lado do governo internacionalmente reconhecido do Iêmen, em março de 2015. Os houthis controlam a maior parte do norte do Iêmen, incluindo a capital, Sanaa.

A coalizão saudita endureceu o bloqueio ao Iêmen, após o lançamento do míssil. Fonte: Associated Press.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário