Guarulhosweb
   

GCM apura como agente se envolveu em homicídio fora do horário de trabalho

Redação Guarulhosweb    13/11/2017 16:34

 

O Guarda Civil Municipal 1ª Classe, Adailson Gonçalves Bueno, de 47 anos, foi preso na sexta-feira (10) após ser apontado pelo Setor de Homicídios de Guarulhos (SHG) como o principal suspeito pela morte do vigilante Jeremias da Paixão no último dia 3. A prisão preventiva tem duração de 30 dias.
 
Adailson teria sido localizado por guardas, na casa de sua irmã, após a confirmação por parte da SHG. Ele teria se encontrado com a vitima no dia 3 de novembro em um bar na estrada dos Morrros e, após consumir bebidas alcoólicas na companhia de Jeremias, cometeu o crime.
 
A Guarda Civil Municipal informou ao GuarulhosWeb que “abriu um procedimento para apuração da denúncia imputada ao GCM e, antes de sua finalização, a Prefeitura de Guarulhos não pode manifestar qualquer parecer sobre o fato. Ressaltamos que a Guarda Civil Municipal prima pela conduta ilibada dos seus agentes, não compactuando com qualquer conduta ilícita dos mesmos”. 
 
 
 
O caso
 
O vigilante Jeremias da Paixão, de 42 anos, foi encontrado morto na madrugada de sexta-feira (3) próximo a um bar, no bairro Morros.  O homem havia sido ameaçado de morte em data anterior e foi encontrado desacordado caído na rua por populares. 
 
O Samu constatou a morte do vigilante, Jeremias da Paixão, por volta das 6h30, na Estrada dos Moraes. Os médicos encontraram duas perfurações no tórax da vítima.
 
A família teria explicado a polícia, há cerca de cinco meses, Jeremias teria sido ameaçado de morte e por este motivo evitava sair de casa. Antes do crime ele teria ganhado duas garrafas de bebidas alcoólicas de um desconhecido. Apos beber saiu de casa e foi encontrado morto.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário