Guarulhosweb
   

Corolla XEi, o mais vendido da família, um senhor carro

Ernesto Zanon    18/11/2017 17:51

 

O que dizer ou escrever de um carro que tem 50 anos de história, 44 milhões de unidades comercializadas em quase 150 países e que, mais uma vez, se renova, para garantir o espaço que conquistou um consumidor conservador, mas que buscar modernidade, tecnologia e eficiência? Esta é a tarefa deste jornalista ao avaliar a versão XEi do Toyota Corolla 2018, a preferida dos clientes da marca japonesa, devido ao bom número de equipamentos oferecidos por um valor interessante frente à concorrência, que também não para de se reinventar. 
 
O GuarulhosWeb avaliou durante uma semana o XEi, equipado com motor 2.0 e transmissão automática Multi-Drive, que reproduz sete velocidades nos modos Drive e sequencial, por meio de trocas na alavanca de transmissão. Há também versões GLi com motorização 1.8, além da top Altis e a esportiva XRS. Não à toa, a XEi é a mais vendida da família. Sai por R$ 104,8 mil e conta com controle de estabilidade, tração, assistente de subida e sete airbags, itens comuns em todas as versões, além de diversos outros que melhoram – e muito – a sensação de conforto. 
 
O motor 2.0L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, que rende 154 cv a 5.800 rpm, quando abastecido com etanol, e 143 cv de potência a 5.800 giros, com gasolina, não decepciona os aficionados por Toyota. Ele vai bem, bastante ágil e rápido quando necessário, extrapolando um pouco a fama de ser o “carro do tiozão”. Quando precisa, o Corolla XEi responde rápido, transmitindo segurança nos momentos em que você precisa mais do motor. No  consumo, nenhuma decepção. Com gasolina no tanque faz entre 11 km/l na cidade chegando a 13 km/l na estrada. 
 
 
No visual, o Corolla 2018 conta com algumas mudanças no conjunto óptico dianteiro, que conta com faróis de halogênio, lanternas com luzes diurnas (DRL –Daytime Running Lights, que incluem lanternas dianteiras com luz de posicionamento em LED. Na traseira, as mudanças aparecem nas lanternas em LED com nova disposição das luzes. Na lateral, há uma linha de cintura mais elevada e uniforme. A partir da versão XEi, o Corolla ganhou também uma antena no estilo shark fin (barbatana de tubarão) e rodas de liga leve de 17”.
 
Por dentro, acabamento em couro na cor cinza, o que dá ao modelo um ar de sofisticação, acabamento cromado nos difusores do ar-condicionado, que ganharam formato arredondadoO.  painel de instrumentos mostra dois grandes círculos em suas extremidades: o esquerdo reúne o conta-giros e o termômetro do motor; o direito, o velocímetro e o indicador de combustível. No centro uma tela de TFT de 4,2”, agora colorida, exibe diversas informações sobre a condução, em projeção tridimensional. O sistema multimídia Toyota Play ganhou tela de LCD de 7” sensível ao toque.
 
O que a versão XEi oferece
- direção eletroassistida progressiva; 
- chave do tipo canivete com comandos do alarme integrados; 
- computador de bordo com seis funções (consumo médio e instantâneo, indicador Eco Drive, autonomia, velocidade média, tempo percorrido, controle de iluminação do painel e da temperatura externa); 
- coluna de direção com regulagem de altura e profundidade; 
- hodômetro e relógio digital; 
- sistema de som com conectividade USB, para iPod® e similares, e dispositivo Bluetooth®;
- vidros e retrovisores com acionamento elétrico; 
- volante multifuncional; 
-  ar-condicionado digital; 
- Smart Entry – sistema de destravamento das portas por sensores na chave; 
- Push Start – sistema de partida sem chave; 
- espelho retrovisor interno eletrocrômico; 
- controle de velocidade de cruzeiro; 
- rodas de liga leve aro 17”; 
- antena shark fin; 
- faróis de neblina dianteiros; 
- acendimento automático dos faróis; 
- painel de instrumentos com tela TFT colorida de 4,2”; 
- sistema multimídia Toyota Play com tela LCD de 7” sensível ao toque e áudio compatível com DVD player, CD-R/RW, MP3, WMA e AAC e rádio AM/FM; 
- sistema de navegação GPS; 
- TV digital e câmera de ré; 
- Bluetooth®; 
- quatro alto-falantes e dois tweeters
 
A história do Corolla
Em outubro de 1966, época em que a demanda por veículos de passeio começou a crescer no Japão, a Toyota lançou a primeira geração do sedã médio Corolla, equipado com motor 1.0 e cinco lugares. Durante os últimos 50 anos, consumidores de todas as partes do mundo compartilham o mesmo carinho pelo modelo. Por isso, o time de desenvolvimento da Toyota tem trabalhado constantemente para superar as expectativas dos clientes.
 
Atualmente, 13 países produzem o sedã médio, que já atingiu a marca de mais de 1,3 milhão de unidades comercializadas anualmente, em cerca de 150 países. Desde o início de sua fabricação, o Corolla soma mais de 44 milhões de unidades licenciadas em todo o mundo, marca que o coloca como o veículo mais vendido de todos os tempos.
 
No Brasil, os primeiros Corolla desembarcaram em 1994, com a abertura do mercado para as importações. Com o crescente interesse dos consumidores brasileiros pelo sedã da Toyota, destacado pelo reconhecimento e repercussão internacional do modelo ao redor do mundo, a montadora iniciou sua produção em território nacional em 1998, na planta de Indaiatuba (SP), instalada especialmente para fabricar as primeiras versões do Corolla nacional, que já estava em sua oitava geração.
 
Daquela época até os dias atuais, o sedã médio vem se destacando como um dos veículos de maior sucesso em vendas de seu segmento, em todo o Brasil. No ano passado, por exemplo, o modelo foi responsável por 48% das vendas totais na categoria, com 64.737 unidades comercializadas.
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário