Guarulhosweb
   

Goffin x Pouille abre final da Davis e França terá Gasquet como surpresa na dupla

Redação Guarulhosweb    23/11/2017 12:12

 


A ordem dos confrontos da final da Copa Davis foi definida nesta quinta-feira por meio de um sorteio que determinou que a partida entre Lucas Pouille e David Goffin vai abrir a série melhor de cinco duelos entre França e Bélgica, entre sexta e domingo, na cidade de Lille (FRA), em quadra dura e coberta.

E o capitão da equipe francesa, Yannick Noah, surpreendeu nesta quinta ao incluir Richard Gasquet como um dos tenistas escalados para a jogo de duplas marcado para ocorrer no sábado. O experiente ex-Top 10 de 31 anos e hoje na 31ª posição do ranking de simples da ATP foi confirmado para atuar ao lado de Pierre-Hugues Herbert contra a parceria belga formada por Ruben Bemelmans e Joris De Loore.

Inicialmente, esperava-se que Nicolas Mahut fosse escalado para este confronto de duplas após treinar durante toda esta semana ao lado de Julien Benneteau, que também não foi selecionado por Yannick Noah para jogar nesta decisão da Davis.

O ex-tenista e hoje capitão francês, porém, se recusou a justificar as suas escolhas na entrevista coletiva que concedeu nesta quinta. "Eu não quero falar sobre os jogadores que não estão aqui", afirmou Noah, para depois destacar: "Isso não significa que eu não pense neles, mas nós agora tem um objetivo a alcançar. A final começa amanhã. Eu tenho quatro jogadores para fazer o seu melhor e defender nossas cores".

Experiente e vitorioso duplista, Mahut atuou ao lado de Pierre-Hugues Herbert na semana passada no ATP Finals, em Londres, mas a parceria precisou abandonar a competição que reúne os melhores tenistas da temporada durante a fase de grupos por causa de uma lesão nas costas sofrida por Herbert. Depois disso, eles se juntaram à equipe francesa para os treinos visando a decisão da Davis.

Herbert, por sua vez, disse nesta quinta que está agora totalmente recuperado do problema nas costas e Noah destacou que Gasquet se encontra em "excelente" forma para esta final depois de sofrer muito nesta temporada por causa de lesões.

Após Pouille e Goffin se enfrentarem no jogo que abrirá esta final da Davis, às 11 horas (de Brasília) desta sexta-feira, logo em seguida, a partir das 13 horas, Jo-Wilfried Tsonga enfrentará Steve Darcis tentando aproveitar a sua larga experiência para ajudar a França a ficar mais perto do título da competição.

Escalados para jogar no sábado, Gasquet e Herbert nunca atuaram juntos em uma competição oficial em uma partida de duplas, mas Noah minimizou a importância do fato. "A primeira vez que eu joguei pela França na Davis foi contra a melhor parceria do mundo. Eu joguei com Francois Jauffret e nós vencemos", disse o capitão francês, para em seguida destacar: "Há sempre uma primeira vez para tudo".

Após esta partida de duplas de sábado, o domingo prevê a inversão dos jogos de simples de sexta-feira, com Tsonga abrindo o dia contra Goffin e depois com Pouille encarando Darcis no duelo que fechará o embate entre os dois países.

Nove vezes campeã da Davis, a França perdeu as últimas três finais em que esteve presente, em 2002, 2010 e 2014. A nação busca a sua primeira taça da competição desde 2001, enquanto a Bélgica, finalista pela segunda vez em três anos, luta para faturar o seu primeiro troféu do principal torneio de países do tênis masculino.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário