Guarulhosweb
   

Prefeitura remove 79 toneladas de sujeira das ruas em novembro

Redação Guarulhosweb    05/12/2017 16:55

 

A Secretaria de Serviços Públicos da Prefeitura de Guarulhos divulgou nesta terça-feira (5), o balanço do trabalho realizado pelo Departamento de Limpeza Urbana (Delurb) durante o mês de novembro. No período, foram retiradas das ruas e praças da cidade um total de 79 toneladas de materiais descartados irregularmente, o que equivale a 44 caminhões de 5 m3.
 
 
Os bairros Vila Galvão, Jardim Presidente Dutra e Jardim Bela Vista foram os que apresentaram maior quantidade de sujeira. De acordo com levantamento da Pasta, Guarulhos possui cerca de 600 pontos viciados de descarte irregular de entulho, madeira, pneus, móveis velhos e rejeitos diversos.
 
 
Além de impactar os cofres públicos, cujos recursos poderiam ser empregados em outras ações de melhoria da cidade, a sujeira descartada nas ruas também pode trazer prejuízos à saúde da população. “A situação piora no período chuvoso, quando o acúmulo de água favorece a proliferação de vetores como o mosquito aedes aegypit (transmissor da dengue, zika vírus e da febre chikungunya), além de ratos, aranhas, baratas e escorpiões. O trabalho de limpeza é intenso, porém só dará resultado efetivo se cada cidadão fizer a sua parte, descartando os resíduos corretamente”, ressalta Felipe Abelaira, diretor do Delurb.
 
 
Além de adotar hábitos simples, como fechar bem os sacos de lixo e colocá-los para fora somente nos dias e horários da coleta e não jogar nenhum tipo de lixo nas ruas, cada cidadão deve colaborar com a manutenção da limpeza da cidade entregando entulho da construção civil, madeiras e móveis velhos, resto de poda entre outros itens em um dos 19 Pontos de Entrega Voluntária que recebem gratuitamente os materiais. Os endereços dos PEVs estão disponíveis no portal oficial da Prefeitura de Guarulhos: www.guarulhos.sp.gov.br/pagina/pev.  Também é possível colaborar através do Disque Denúncia Verde: 0800 772 2006 (não é preciso se identificar)
 
 
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário