Guarulhosweb
   

Greve de ônibus. Será?

Ernesto Zanon    14/12/2017 07:39

 

A possível greve nos transportes públicos, na próxima terça-feira, dia 19, convocada por diversas centrais sindicais contra a reforma da Previdência, pode não ocorrer em Guarulhos. Apesar de participar da reunião realizada segunda-feira, em São Paulo, o Sincoverg (Sindicato dos Condutores) pode optar para fugir do movimento. O motivo é simples: as últimas paralisações, sem motivação salarial e com cunho político, levaram a entidade a arcar com pesadas multas, determinadas pela Justiça do Trabalho. 
 
Risco de novas multas
Parar novamente sob o risco de ser, mais uma vez, penalizado com pesadas multas, antes mesmo de conseguir recursos para evitar os pagamentos das anteriores, pode deixar o sindicato na bancarrota. Ou seja, apesar de aderir ao movimento perante aos chefões das centrais sindicais, a diretoria local do Sincoverg não estaria muito disposta a conduzir sua base à greve. A paralisação dos ônibus urbanos e intermunicipais é fundamental para que o protesto obtenha sucesso, já que evita que outros trabalhadores, nem aí para os protestos de sindicalistas, cheguem a seus locais de trabalho. 
 
Faz-me rir
Os petistas, grandes responsáveis por tudo de ruim que ocorre em Guarulhos, não perdem a oportunidade de ficarem quietos. Um vídeo postado pela vereadora Janete Pietá (PT) nas redes sociais virou motivo de piada. Ela foi ao HMU (Hospital Municipal de Urgências) atacar a parceria firmada entre a atual administração e o Instituto Gerir. Disse que “por fora, bela viola...” Somente se esqueceu de dizer que o marido dela, o ex-prefeito Elói Pieta (PT), pouco ou nada fez para mudar a triste realidade daquele equipamento de saúde. 
 
O braço direito
Para piorar um pouco o nível das argumentações, Janete colocou em seu gabinete na Câmara Municipal, como seu braço direito, o ex-vice-prefeito Carlos Derman, que foi o secretário de Saúde de Sebastião Almeida (ex-PT agora PDT), nos piores anos do HMU. Durante a gestão do assessor da vereadora, o hospital chegou a ser fechado pela Vigilância Sanitária depois que alguns pacientes morreram infectados por uma bactéria.
 
Contra a febre amarela
Chama a atenção o bom trabalho e determinação da Secretaria Municipal de Saúde durante a campanha de vacinação contra febre amarela, em curso na cidade, após ter sido confirmada a morte de um macaco pela doença e haver ainda outros dois casos em investigação. As vacinas, além de disponíveis em várias UBSs de Guarulhos, agora estão sendo aplicadas em estabelecimentos comerciais de maior movimento, facilitando o acesso da população à imunicação. 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também

18/01 07:19
Sem pânico
17/01 07:44
Quanta diferença
16/01 07:53
No aquecimento
19/12 07:21
Piratas de Miami