Guarulhosweb
   

Novo Polo Highline TSI 200 é muito mais que um mini Golf

Ernesto Zanon - Especial para o GuarulhosWeb    14/12/2017 16:36

 

A Volkswagen está apresentando ele como o “mini Golf”, numa referência direta a um dos hatches de maior sucesso da história do fabricante. Mas o Novo Polo, que chegou ao mercado neste final de ano, tem personalidade própria e diferentes atributos que o colocam em posição de destaque. Em busca de um espaço maior frente à concorrência, a montadora aposta alto no modelo que chega para ser muito mais que o Gol e o Fox, mas bem mais em conta que o desejado Golf. 
 
O GuarulhosWeb avaliou durante 10 dias a versão Highline 200 TSi, equipada com o eficiente motor 1.0 turbo, que sobra no Up! e vai muito bem até no Golf, além de câmbio automático. Ou seja, coloca-se na difícil concorrência dos compactos premium, oferecendo espaço, tecnologia, desempenho e conforto. Muito bem equipado, sai por R$ 69,4 mil. 
 
O Novo Polo tem tamanho de um carro compacto, com design muito expressivo. São 4.057 mm de comprimento, com 2.565 mm de entre-eixos, 1.751 mm de largura e 1.468 mm de altura. Com a maior distância entre-eixos foi possível o deslocamento das rodas mais para as extremidades e, consequentemente, encurtar os balanços, o que dá ao carro uma imagem muito mais esportiva. A linha do teto está mais longa e elegante. Na traseira, ela se une a um defletor no teto. Uma linha fina na lateral da carroceria corre paralela à linha do teto. A dianteira enfatiza as fortes linhas de caráter, com destaque para o vinco que margeia a entrada de ar e corta o espaço entre o conjunto ótico principal e os faróis de neblina. 
 
Por dentro, Novo Polo dá show
 
Se por fora, o Novo Polo demonstra que a Volkswagen não está para brincadeira, por dentro o show se completa. A nova arquitetura do painel começa com o objetivo de posicionar o sistema de infotainment, para poder ficar na linha direta de visão do motorista. As saídas de ar centrais ficam mais abaixo.
Os módulos principais – exceto os da unidade do ar-condicionado – foram integrados no painel superior. Localizado no meio da “ilha” preta brilhante fica a tela do sistema de infotainment. O único botão adicional nessa área é o do interruptor do pisca-alerta. No nível abaixo estão os controles do ar-condicionado. O painel é levemente inclinado para o motorista no centro. Isso também acontece com o console central, com a empunhadura do câmbio e os botões das várias funções de condução do carro.
 
A versão Highline conta com um interior sofisticado, em tom mais escuro, onde predomina a cor preta. Os bancos possuem revestimento de tecido agradável ao toque, que transmite classe ao interior do hatch.
 
O motorista encontra fácil a melhor posição para dirigir, já que o assento tem ajuste de altura gradual e o campo de regulagem longitudinal é o maior do segmento (288 mm). Há oferta de regulagem de altura e distância do volante. Para ajudar, conta com direção com assistência elétrica. 
    
Controle Eletrônico de Estabilidade
 
Nas versões TSI, o Novo Polo é equipado de série com ESC – Controle Eletrônico de Estabilidade. Esse sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica essa para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.
 
Opcional para as demais versões do Novo Polo, o ESC engloba vários outros recursos eletrônicos de assistência:
 
HHC (Hill Hold Control) ou controle de assistência de partida em rampa – Em aclives acima de 5%, o sistema mantém o veículo freado por até 2 segundos, após o motorista aliviar o pedal do freio. Os freios são liberados progressivamente durante a aceleração, permitindo a partida do veículo com mais conforto e tranquilidade em rampas.
 
HBA (Hydraulic Brake Assist system) – reconhece a frenagem de emergência por meio da velocidade de acionamento e da pressão aplicada no pedal. O BAS aumenta ativamente a pressão de freio, que é então modulada pela intervenção do ABS. Quando o motorista reduz a pressão no pedal de freio ou ocorrer redução da velocidade do veículo abaixo de um limite mínimo, ocorre o fim da assistência de frenagem.
 
EDS (Elektronische Differenzialsperre ou Bloqueio eletrônico do diferencial) – Em trilhas ou em situação de baixa tração em uma das rodas motrizes, o bloqueio eletrônico do diferencial aciona o freio da roda com menor tração, transferindo o torque para a roda com maior tração, proporcionando assim melhor eficiência à saída do veículo.
 
Esse sistema de “tração inteligente” funciona de forma automática, sem necessidade de o motorista acionar um botão no painel. Além disso, o sistema atua em curvas e em velocidade de até 80 km/h.
 
XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial), uma função integrada ao controle eletrônico de estabilidade (ESC) para melhorar o comportamento dinâmico do carro. O XDS+ aumenta a agilidade e diminui a necessidade de movimentação do volante por meio de intervenções seletivas nos freios das rodas internas às curvas nos dois eixos e permitindo uma transferência do torque disponível do motor para as rodas externas.
 
Além disso, o XDS+ funciona com quaisquer condições de aderência do piso. Isso resulta em uma dirigibilidade mais precisa, com mais tração e agilidade nas curvas.
 
BSW (Bremsscheibewischer – Limpeza Automática dos Discos de Freio) – inovador sistema que identifica situações de discos de freio molhados, em condições de chuva. O sistema de freios trabalha para aproximar as pastilhas dos discos de freio dianteiros, em frações de segundo e de forma imperceptível para o motorista, com o objetivo de secar os componentes e garantir o menor espaço de frenagem possível.
 
O BSW atua acima de 70 km/h e com o limpador de para-brisa acionado. Essa tecnologia, até então apenas presente em carros de luxo, garante ao Novo Polo muito mais segurança e precisão nas frenagens.
 
O ESC inclui o RKA+ (Monitoramento da pressão dos pneus), sistema que verifica a pressão dos pneus e colabora para maior segurança. O recurso funciona por meio dos sensores que monitoram o modo de vibração e frequência dos pneus, detectando se houve perda de pressão de enchimento em um ou mais pneus.
 
Manter a pressão correta colabora não só para mais conforto e segurança – também ajuda os pneus a durarem mais e reduz o consumo de combustível, gerando menor emissão de CO2.
 
Outro recurso é o GMA (Giermomentaufbauverzögerung ou Controle do Momento de Giro), que diminui a possibilidade de giro do veículo em piso com diferentes níveis de atrito. O sistema também proporciona diferentes forças de frenagem no momento da desaceleração até que a rotação das rodas seja equalizada.
 
Segurança Ativa – assistência para prevenir acidentes
 
Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão - Entre os recursos de Segurança Ativa proporcionados pela Estratégia Modular MQB está o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão, um item exclusivo no segmento, que aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.
 
Também está entre os recursos de segurança o detector de fadiga, que analisa a forma como o motorista dirige e compara com os 15 primeiros minutos de direção. Caso detecte um desvio no comportamento ao volante, o equipamento emite um alerta, sugerindo uma parada para descansar e tomar um café.
 
Motor TSI de 128 cv 
 
A versão Highline do Novo Polo conta com o motor 200 TSI, que é combinado à transmissão automática de 6 marchas. Com três cilindros e 999 cm³ de cilindrada, o motor 200 TSI tem potência máxima é de 128 cv (94 kW) com etanol e 115 cv (85 kW) com gasolina a 5.500 rpm, com torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, de 2.000 a 3.500 rpm.
 
Equipado com esse motor, o Novo Polo acelera de 0 a 100 km/h em 9,6 segundos e atinge velocidade máxima de 192 km/h (dados com etanol).
   
O Novo Polo percorre, com o motor 200 TSI, 11,6 km/l na cidade e 14,1 km/l na estrada, quando abastecido com gasolina. Com etanol, percorre 8 km/l na cidade e 9,8 km/l na estrada.
Todos os valores são obtidos conforme a NBR 7024 e corrigidos pela Portaria INMETRO nº 10/2012.
 
Versões e equipamentos disponíveis na versão Highline
 
- direção com assistência elétrica, 
-vidros elétricos nas quatro portas (os dianteiros possuem função “um-toque” para fechamento e abertura), 
-travas elétricas, 
-faróis de dupla parábola 
- chave tipo “canivete” com controle remoto.
- computador de bordo, 
- suporte para celular no painel com entrada USB para carregamento
- banco traseiro bipartido,
- coluna de direção ajustável em altura e distância,
-  Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC),
- faróis de neblina com “cornering light”, 
-sistema de infotainment Composition Touch com tela de 6,5” sensível ao toque, 
- sensores de estacionamento traseiros, 
-ajuste elétrico dos retrovisores externos, 
-descanso de braço dianteiro com porta-objetos,
- lanternas traseiras escurecidas 
- sistema “Kessy” de abertura das portas sem uso da chave e partida do motor por botão no console central,
- controlador automático de velocidade de cruzeiro,
- ar-condicionado “Climatronic”, 
-banco do passageiro dianteiro rebatível, 
-descanso de braço dianteiro com porta-objetos e 2 portas USB para carregamento,
- porta-luvas refrigerado,
- faróis de neblina com função “cornering light” (luz de conversão estática),
- luz de condução diurna (DRL) em LED ao lado dos faróis de neblina, 
-rodas de liga leve de 16” “Avalanche” com pneus 195/55 R16, 
- volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles”
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário