Guarulhosweb
   

Câmbio CVT coloca Renault Captur no lugar certo

Ernesto Zanon    14/01/2018 11:32

 

A Renault já figura entre os grandes fabricantes brasileiros de automóveis, figurando anos seguidos entre os cinco maiores em vendas, junto a Chevrolet, Volkswagen, Fiat e Ford. O avanço nas vendas acompanha o aumento no portifólio de produtos, que vão desde o subcompacto Kwid, o queridinho da hora, até o top Fluence. Ao todo são nove diferentes produtos, incluindo os SUVs Duster e o mais recente Captur. 
 
O Captur, lançado no ano passado, vem chamando a atenção graças a seu design sensual e elegante, que conseguiu se diferenciar dos demais SUVs disponíveis no mercado, quase todos com a mesma linha e muito parecidos. Além das versões 1.6 com câmbio mecânico e 2.0 com transmissão automática, lançadas primeiro, a Renault passou a oferecer no segundo semestre, o modelo que deve ser o mais vendido da família. Trata-se do Captur Intense .6 SCe, com câmbio X-Tronic CVT, que proporciona ainda mais conforto aliado a economia de combustível.  Pelas características do carro e o público-alvo, não é difícil afirmar que é o Captur mais adequado à realidade do consumidor brasileiro. Sai por R$ 77,2 mil. 
 
O motor 1.6 SCe o ferece potência de 120 cv a 5.500 rpm com etanol e 118 cv a 5.500 rpm com gasolina. Em torque, são 16,2 kgfm a 4.000 rpm seja com etanol ou gasolina. Vale destacar que 90% do torque do motor 1.6 SCe já é oferecido a 2.000 rpm, garantindo ótimas retomadas.
 
O modelo traz o moderno câmbio continuamente variável – que tem opção de seis marchas simuladas – aliado ao novo motor 1.6 SCe, que garante um rodar suave e silencioso em velocidade de cruzeiro. Como este câmbio não tem trocas de marchas, a condução é sempre suave, algo bastante perceptível ao longo da avaliação realizada pela GuarulhosWeb ao longo de uma semana na cidade e em rodovias. Além disso, o motor pode ser mantido em rotação constante, auxiliando no menor consumo de combustível, um problema detectado na avaliação do 2.0 com câmbio automático.
 
O CVT (Continuously Variable Transmission) oferece relações de marcha continuamente variáveis, ou seja, tem ‘marchas infinitas’. O maior diferencial em relação a um câmbio automático tradicional é a ausência de engrenagens. Como característica, este câmbio é econômico e permite aceleração contínua, sem trancos, o que dá a impressão de que o carro nunca troca de marchas.
 
Partindo deste princípio, o câmbio X-Tronic CVT proporciona o máximo conforto, especialmente para grandes centros urbanos, garantindo também economia de combustível. Um de seus diferenciais é um software de gerenciamento que dá a opção ao condutor de reproduzir seis marchas virtualmente. Ele possibilita ainda a troca manual na alavanca de câmbio. Ao motorista, cabe posicionar a manopla à esquerda para assumir o controle. A opção traz vantagem em performance, especialmente nas ultrapassagens e arrancadas.
Conectado e prático
 
O Captur se destaca também pelo agradável ambiente interno do cockpit. Há bom espaço para quatro ou até cinco ocupantes, além de ótimas soluções. São 12 porta-objetos úteis e práticos para o uso diário, localizados nos painéis das portas, console central, painel de bordo e porta-luvas. 
 
Com alta oferta de conectividade, o Captur possui o Media Nav disponível em todas as suas versões. De forma intuitiva e com no máximo 4 cliques, o consumidor acessa e configura qualquer funcionalidade da central multimídia, através da tela touchscreen de 7”, que possui: GPS integrado, Bluetooth®, câmera de ré, eco-scoring e eco-coaching. Além de todas estas funções, o sistema é integrado com o comando satélite que possibilita ao motorista acessar tudo sem tirar as mãos do volante.
 
O SUV traz chave cartão que possibilita a ignição simplesmente com a presença do cartão no interior do veículo. Já a abertura e o travamento das portas e do porta-malas acontecem por aproximação ou afastamento, sem necessidade de tocar no cartão.  Há ainda de série o controle de velocidade de cruzeiro (cruise control), que atua conjuntamente com o limitador de velocidade. O sistema é ideal ao conduzir por uma zona de velocidade controlada.
 
O sensor crepuscular é um sistema inteligente que capta a luminosidade do ambiente e acende as luzes automaticamente conforme a necessidade. Além disso, o sensor de chuva ativa o limpador de para-brisas caso seja necessário. A direção do novo Captur é eletro-hidráulica com esforço variável. 
 
Os retrovisores laterais são rebatíveis eletricamente e o modelo oferece apoio de braço para o condutor (na versão Intense), ar-condicionado automático, velocímetro digital e vidros elétricos nas quatro portas.
 
O Captur oferece ainda o controle eletrônico de estabilidade (ESP), sistema que garante maior segurança nas curvas ao corrigir movimentos que podem fazer o veículo sair da trajetória normal. Há ainda o controle eletrônico de tração (ASR), sistema que proporciona maior aderência em diferentes tipos de superfícies. Oferece também quatro airbags de série (dois frontais e dois laterais). Outro destaque do modelo é a incorporação do sistema de fixação ISOFIX para duas cadeirinhas infantis no banco traseiro.
 
O que o Captur oferece:
- ar-condicionado, 
- rodas aro 17 polegadas de liga leve, 
- vidros elétricos, 
- alarme perimétrico, 
- chave-cartão hands free, 
- comando de áudio e celular na coluna de direção (comando satélite), 
- assento do condutor com regulagem de altura, 
- sistema CAR (travamento automático das portas a 6 km/h), 
- Luzes diurnas em LED, 
- retrovisores rebatíveis, 
- freios ABS, 
- auxílio de frenagem de emergência (AFU) 
- distribuição eletrônica de frenagem (EBD)
- assistência de partida em rampas (HSA)
- luzes de conversão chamadas de Cornering Lights, acionadas automaticamente ao girar o volante, permitindo melhor visibilidade em áreas de menor luminosidade.
-  câmera de ré 
- sensores de estacionamento traseiros 
 
Dimensões:
4,33 metros de comprimento
1,81 metros de largura
1,62 metros de altura
2,67 metros de distância entre eixos
212 mm de altura do solo
708 mm de posição de direção (Ponto H)
Ângulo de entrada: 23°
Ângulo de saída: 31°
 
 

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário