Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Sempre a postos

Ernesto Zanon    24/01/2018 07:53

 

O secretário municipal de Saúde, Sérgio Iglesias, e a adjunta Graciane Figueiredo, devido à crise que envolve a febre amarela, não conseguem ter mais um minuto de paz. A dupla se reveza em esclarecimentos à imprensa sobre a doença, na definição de estratégias de vacinação, além de definir ações para tranquilizar a população. Ambos vêm se desdobrando inclusive para dar entrevistas tanto para veículos locais como para a grande mídia. 
 
 
Na telinha
Na sexta-feira passada, Sérgio Iglesias concedeu entrevista para o telejornal SPTV 1ª Edição, quando enfatizou os esforços da Prefeitura de Guarulhos em obter mais vacinas para a cidade. Ele lembrou que a população de regiões consideradas fora de áreas de risco pelo Governo do Estado circula tanto em bairros próximos à Serra da Cantareira, como nos municípios vizinhos onde há muitos casos de mortes, como Mairiporã, Atibaia e Nazaré Paulista. 
 
Sem a fracionada
Apesar dos esforços da Prefeitura de Guarulhos, o Governo do Estado se mantém irredutível no sentido de não liberar a vacinação fracionada para a cidade, já que no entendimento da Vigilância Epidemiológica Estadual o município superou a meta de imunização. Nesta terça-feira, inclusive, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) reforçou a tese de que cidades que já vinham recebendo a dose integral, como é o caso de Guarulhos, seguirão dentro deste planejamento. A boa notícia é que ele garante que conseguirá imunizar toda a população ainda no primeiro semestre. 
 
Conscientização 
Apesar de já ter três casos de mortes confirmadas de pessoas residentes em Guarulhos devido à febre amarela, não há motivos para pânico. A população começa a entender que a doença não é urbana, sendo transmitida neste momento apenas em áreas de mata. Desta forma, o melhor a fazer neste momento é deixar a imunização apenas para quem vive ou vai a áreas de risco. Essa é a maneira mais inteligente de se proteger da doença, apesar de ainda haver gente querendo alardear teses esdrúxulas em redes sociais. 
 
Criminosos
No último final de semana, a Prefeitura foi obrigada a emitir nota oficial para desmentir postagens, inclusive em páginas do Facebook devidamente assinadas, que divulgavam listas falsas de postos de vacinação no final de semana.   Passa da hora destes irresponsáveis – que podem ser facilmente identificados – responderem criminalmente por seus atos. Afinal, a quem será que interessa causar pânico à população em um momento de grande comoção?  
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário


estadao brasil Leia Também