Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Assustados com rolezinhos, comerciantes do Bosque Maia pedem fiscalização

Katia Russões    20/02/2018 12:37

 

As imagens que viralizaram nas redes sociais são realmente de assustar. Os rolezinhos, ocorridos na terça-feira de Carnaval e – principalmente – na última sexta-feira, 16/02, levaram a Associação dos Ambulantes do Bosque Maia a procurar a Prefeitura para pedir maior fiscalização. Segundo a entidade informou ao GuarulhosWeb, no último fim de semana a Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar permaneceram na região para evitar um novo tumulto.
 
Os próprios comerciantes gravaram vídeos do encontro da última sexta-feira. Com a chegada da GCM, centenas de adolescente corriam em várias direções. Alguns chegaram a ser abordados, porém não há informações sobre detidos. Alguns internautas falaram sobre supostos arrastões e assaltos.
 
Ivete Barros trabalha no local há 17 anos e contou que nunca havia presenciado um tumulto como o da última sexta. Ela explicou que algumas pessoas passaram a comercializar bebidas alcoólicas irregularmente na calçada do Bosque Maia. “Nosso comércio não sofreu danos, mas percebemos que a população de bem não permaneceu no local durante o encontro”, explicou.
 
A presidente da associação, Roseli Gomes, contou que os ambulantes se reuniram e foram até a Prefeitura. “Fomos prontamente atendidos. No sábado e no domingo até foi possível ver a movimentação de alguns jovens, mas teve controle”, disse.
 
No dia 13/02, durante o feriado de Carnaval, mais de 4 mil jovens se reuniram no Bosque Maia para um rolezinho que terminou em confronto com a GCM, que afirmou ter sido atingida por pedras e outros objetos. Ao menos duas bombas de efeito moral foram utilizadas durante a ação de dispersão.
 
Segundo a Prefeitura, na sexta-feira a concentração foi de aproximadamente 4500 pessoas e muitos consumiam bebidas alcoólicas quando alguns começaram a brigar entre si, momento em que houve a necessidade de intervenção da Guarda Civil Municipal, a fim de garantir a segurança dos mesmos e dos demais usuários do parque. A GCM teria sido recebida com garrafas, latas e pedras. Nenhum agente ficou ferido, mas a ação resultou em uma viatura depredada.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário