Guarulhosweb
   

Com alta de 0,70%, Ibovespa encerra pregão com novo recorde

Simone Cavalcanti    23/02/2018 18:51

 


Nem mesmo um novo rebaixamento da nota de crédito do Brasil, agora pela Fitch Ratings, foi capaz de impedir o Ibovespa de marcar uma nova máxima histórica, aos 87 mil pontos, nesta sexta-feira, 23. Foi a 8ª sessão seguida de alta na qual o índice à vista encerrou o pregão aos 87.293,24 pontos e valorização de 0;70%. Com isso, termina a semana com ganhos de 3,28%, levando o resultado anual a 14,26%.

"O resultado da inflação, que amplia as possibilidades de uma nova queda da Selic, aliado à queda dos juros futuros pela mudança de regras do governo, pesou muito mais do que o downgrade", afirmou Thiago Figueiredo, gestor da Horus GGR.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) teve alta de 0,38% em fevereiro, abaixo dos 0,39% de janeiro. Foi a segunda menor variação para este mês desde a implantação do Plano Real. Embora tenha vindo em linha com a mediana das expectativas, reforçou as possibilidades de um novo corte da taxa básica de juros pelo Banco Central na reunião de março.

"A taxa de juros muito baixa leva os agentes a ter apetite pelo risco", diz Pedro Coelho Afonso, chefe de operações da corretora Gradual, para quem há uma demanda reprimida por ativos de risco.

O Ibovespa iniciou a sessão desta sexta-feira em alta, mas rondou a estabilidade durante toda a manhã. Pouco antes das 13 horas, a agência de classificação de risco Fitch Ratings anunciou que a nota de crédito soberana estava sendo cortada de BB para BB-, com perspectiva estável. A reação na bolsa foi contida, batendo mínimas até chegar aos 86.137,51 pontos (-0,63%). No entanto, sustentada pelo bom humor externo visto em Wall Street e as empresas ligadas às commodities, reverteu a queda e passou a operar em terreno positivo.

Na sessão, entre as blue chips, as ações da Petrobras subiram 2,58% (ON) e 1,83% (PN) embaladas pela alta do petróleo no mercado internacional. Também Vale ON ganhou 0,90%. No fim da sessão de negócios, os papéis de bancos reverteram a queda e também apontaram ganhos, ajudando o Ibovespa a superar os 87 mil pontos.

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário