Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Dois nigerianos são presos em Guarulhos acusados por preparar mulas do tráfico

Redação Guarulhosweb    05/03/2018 10:55

 

A Policia Federal prendeu entre os dias 2 e 4/3, no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, dois nigerianos suspeitos de preparar “mulas do tráfico” – pessoas contratadas para carregar drogas para fora do país. Além disso, quatro passageiros foram detidos tentando embarcar com drogas para o exterior.
 
Uma equipe de policiais federais que investigava a procedência de drogas apreendidas com as chamadas “mulas do tráfico”, presas no aeroporto, prendeu, em um apartamento localizado na cidade de Mogi das Cruzes, na tarde do domingo (4), dois nigerianos, portadores de Registro Nacional de Estrangeiros.
 
No apartamento dos suspeitos foram apreendidas várias balanças, algumas de precisão, uma prensa hidráulica com capacidade para 10 toneladas de pressão, seladores de mala com filme de pvc, sopradores térmicos, uma guilhotina, celulares e chips avulsos, tablets e um laptop.
 
Todo esse material é comumente utilizado para o preparo de pessoas para o transporte de drogas e ocultá-las dentro de malas de viagem. Os suspeitos, de 48 e 53 anos de idade, ingressaram no Brasil em 2010 e 2015 respectivamente. Eles disseram aos policiais que todo o material encontrado não lhes pertencia, eram de um amigo deles, usuário de drogas, que havia falecido. Os suspeitos foram presos temporariamente em flagrante por associação para o tráfico.
 
Prisões
Na sexta-feira 2/03, policiais federais prenderam uma mulher, nacional da Malásia, que iria realizar o check-in para voo com destino a Tailândia. A suspeita transportava, dentro de embalagens de produtos alimentícios, três quilos de cocaína.
 
Duas prisões ocorreram no sábado 3/03. Uma brasileira, localizada pelos policiais federais na sala de embarque, foi presa após ter despachado uma mala contendo cinco quilos de cocaína ocultos em um fundo falso. A mulher, 57 anos de idade, pretendia embarcar com destino a Addis Ababa, na Etiópia. A outra prisão foi de um passageiro, brasileiro de 25 anos de idade, que, abordado na fila do check-in de voo com destino a Bangkok, na Tailândia, deu respostas evasivas aos policiais federais que desconfiaram e o conduziram para passar por busca pessoal e revista das bagagens. O suspeito transportava três quilos de cocaína no fundo falso de uma mala.
 
Na tarde do domingo 4/03, servidores da Receita Federal, acionados por funcionários que operam os aparelhos de raio-x, encontraram um pó, com odor característico da droga cocaína, na bagagem de uma passageira, nacional da África do Sul. Conduzida à delegacia, pelos policiais federais, a suspeita, de 41 anos de idade, recebeu voz de prisão após os peritos federais identificarem a substância como cocaína, cujo volume somou quase três quilos.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário