Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Renzi renuncia ao comando do Partido Democrático, que deve ficar na oposição

Redação Guarulhosweb    12/03/2018 14:25

 


O ex-premiê italiano Matteo Renzi renunciou formalmente nesta segunda-feira ao posto de líder do Partido Democrático. A mudança ocorre após a sigla sofrer uma dura derrota na mais recente eleição parlamentar do país. O Partido Democrático deve, porém, manter a posição de não participar do governo neste momento.

Líderes partidários nomearam Maurizio Martina, que foi ministro da Agricultura do último governo, como presidente interino da sigla. Martina disse, segundo a agência italiana Ansa, que o Partido Democrata manterá o plano de Renzi de seguir na oposição e não participar agora de qualquer governo.

Nenhum partido ou coalizão conseguiu votos suficientes na eleição de 4 de março para governar sozinho. Agora, devem ocorrer conversas difíceis para se determinar se o Movimento 5 Estrelas, que teve mais votos, ou a coalizão de centro-direita e direita liderada pela Liga, que garantiu como resultado somado mais cadeiras no Parlamento, podem formar um governo estável.

Martina disse que a Liga e o Movimento 5 Estrelas "não têm nenhum álibi agora" e deveriam "assumir sua responsabilidade" para formar o governo. Fonte: Associated Press.
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário