Guarulhosweb
WhatsApp:(11) 9 4702.3664

Estudantes da Universidade Columbia visitam escolas da Rede Municipal

Foto: Márcio Lino/PMG    14/03/2018 09:07

 

Nesta terça-feira (13), a Secel (Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer) recebeu estudantes da Universidade Columbia, instituição de ensino superior localizada na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos. A visita integra o Programa “Desafio Start-Ed: Tecnologias para Transformar a Aprendizagem”, uma iniciativa da Fundação Lemann em parceria com a Artemisia. O Programa conecta empreendedores brasileiros e estudantes para solucionarem temas relevantes para implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
 
As três organizações compartilham a visão de que os estudantes brasileiros têm direito a uma educação pública de qualidade, e que soluções inovadoras e sustentáveis podem contribuir para esse objetivo. Por isso, o Desafio Start-Ed, que tem oito meses de duração, selecionou e apoia 12 empreendedores em educação que formaram times com 24 estudantes da Universidade Columbia. Nesse período, os participantes estão desenvolvendo ideias para solucionar desafios relacionados aos temas de defasagem, educação inclusiva e participação ativa de pais e responsáveis no processo de aprendizagem dos alunos.
 
Visita à Secel
Durante a visita à sede da Secel, os estudantes e empreendedores foram apresentados aos departamentos da Educação, e a todo processo que existe no apoio às escolas, que englobam o atendimento de Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação para Jovens e Adultos (EJA) e Atendimento Educacional Especializado (AEE). Além da visita, a equipe do Programa, que se organizou em dois grupos, pode acompanhar duas unidades escolares da Rede Municipal, a EPG Carlos Drummond de Andrade, localizada na Cidade Seródio e Amador Bueno, no Taboão, com o objetivo de entender a rotina e os desafios que as escolas enfrentam no dia a dia. 
 
Nas escolas, os participantes do Programa puderam conhecer as salas de aula, onde presenciaram o uso do kit multimídia, lousa digital e netbooks. Além disso, foi presenciada também a metodologia de ensino do Atendimento Educacional Especializado (AEE), com as mesas de alfabetização Positivo.
 
De acordo com a diretora da EPG Carlos Drummond de Andrade, Maria de Deus, a tecnologia é fundamental, uma ferramenta a mais no processo de ensino aprendizagem. “Nós vivemos em uma época em que os alunos usam diariamente essas ferramentas, como o celular e o computador. Então, o professor precisa sempre estar atualizado e falar a língua dos alunos. Nós precisamos usar todas essas ferramentas que temos a nossa disposição, para tornar a aula mais atrativa, mais interessante e proveitosa para que o aluno seja realmente protagonista do seu conhecimento”, destacou a diretora.
 
Para a estudante Laura Marsiaj, que faz mestrado em Administração Pública com foco em Educação da Universidade Columbia, e tem como objetivo de vida trabalhar com a educação brasileira, a vinda para São Paulo proporcionou uma imersão nesse contexto.
 
“Viemos não apenas para entender melhor a educação brasileira, mas também para poder desenvolver soluções que sejam mais aplicadas a esta realidade, dentro dos temas de defasagem, educação inclusiva e participação ativa de pais e responsáveis no processo de aprendizagem dos alunos. Tem sido uma experiência maravilhosa, fomos muito bem acolhidos pela Prefeitura de Guarulhos, e conhecer a Secretaria de Educação foi importante para vermos como são os bastidores de todo o Projeto, como funcionam as formações pedagógicas, como os profissionais trabalham. A visita às escolas foi muito interessante também para ver os alunos, e a verdadeira realidade de uma escola pública”, concluiu Laura.
 
Fundação Lemann
A Fundação Lemann trabalha para que todas as crianças brasileiras tenham uma educação pública de qualidade e para criar uma rede de pessoas talentosas que se dediquem a resolver os principais problemas sociais brasileiros. Para isso, desenvolve programas que impactam milhões de alunos em escolas públicas de todo o Brasil, e apoia instituições de excelência que trabalham por um país mais justo e avançado.
 
Este ano, a Fundação Lemann anunciou duas parcerias focadas no uso de tecnologias educacionais para apoiar o processo de implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A primeira, com a Google.org e a Associação Nova Escola, resultará em uma plataforma aberta de recursos pedagógicos criados por uma equipe de professores selecionados pelas instituições. A segunda, com a Omidyar Network, apoiará empreendedores que tenham soluções para ajudar a implementação da BNCC.
 
Universidade Columbia 
Um dos centros de pesquisa e de formação profissional mais relevantes do mundo. Columbia se beneficia de sua localização em Nova York e conecta sua pesquisa e aprendizagem aos inúmeros recursos dessa grande metrópole. Com o objetivo de oferecer uma educação global e de criar relacionamentos com muitos países, atrai e colabora com professores e estudantes de todas as partes do mundo. O Columbia Entrepreneurship, focado em inovação, e a School of Internationaland Public Affairs (SIPA) são as duas instituições da universidade que participarão de diferentes etapas deste programa.
 
Artemisia
Organização sem fins lucrativos, pioneira na disseminação e no fomento de negócios de impacto social no Brasil. Sua missão é inspirar, capacitar e potencializar talentos e empreendedores. Fundada em 2004 pela Potencia Ventures, a Artemisia é signatária do Pacto Global das Nações Unidas.
 
copyright guarulhosweb

 

 

Insira seu comentário

Seja o Primeiro a comentar esta noticia

Insira um comentário