Guarulhosweb
   

Mudanças em cargos no jurídico da Câmara se deram dentro da legalidade

Redação Guarulhosweb    21/03/2018 07:41

 

Diante de um pedido de informações realizado pelo Mistério Público Estadual à Câmara Municipal, em relação a uma denúncia anônima sobre um possível favorecimento “à noiva do prefeito”, o GuarulhosWeb procurou a Casa de Leis para que se pronunciasse sobre o assunto. Apesar de ainda não ser notificado, o presidente do Legislativo, Eduardo Soltur, informou que não há qualquer ilegalidade na lei que pretendeu reorganizar a estrutura da Casa. 
 
A Lei 7.604/2017, promulgada em 7 de dezembro passado, alterou a nomenclatura dos cargos de Agente Técnico Parlamentar - Advogado, já previstos em lei anterior, para Advogado Legislativo, bem como criou, dentre outras funções de diretores de departamento, a função de Advogado Geral do Legislativo, que deverá recair obrigatoriamente a servidor efetivo.
 
Segundo o GuarulhosWeb apurou junto ao Portal da Transparência da Câmara Municipal, a advogada, que seria namorada do prefeito, ingressou na Casa em julho de 2013 por meio de concurso público e exerceu o cargo de Agente Técnico Parlamentar - Advogado até o ano de 2016. Durante esse período, ela teria sido convidada por duas oportunidades a assumir o cargo de diretoria da área. 
 
Somente em 2017, ela assumiu o posto de Secretária de Assuntos Legislativos, pelo qual recebia o salário-base de R$ 14.840,86, até que em janeiro deste ano assumiu a nova função com um salário base de R$ 11.424,03, 23% menor que o anterior. O valor atual, conforme mostra o site da Câmara, é 58% inferior aos mais de R$ 27 mil que foram apontados na denúncia anônima feita ao MP e divulgados de forma irresponsável nas redes sociais. 
 

 

 

Insira seu comentário

Todos os comentários e opiniões expressas são de inteira responsabilidade dos autores.

Comentários:

  1. João Barros 21/03/2018 17:51

    Tem informação errada na reportagem.

    O Guarulhosweb não informou que o cargo de Advogado Geral do Legislativo ganha um "bônus" de R$6.000,00 conforme a lei 7604/2017. Assim o salário base de R$11.424,03 com o bônus fica em R$17.424,03, um aumento de quase R$3.000,00 com relação ao salário antigo.

Insira um comentário